A geração de guerreiros

Adolfo Medina Bucker

Desde 2013 que o BRASIL vem assistindo a luta de uma nova geração de guerreiros, exigindo mudanças no exercício de governar. As eleições mostraram essa vontade como um alerta aos “partidos políticos e principalmente para os políticos”. Graças a Deus muitos não se reelegeram! Não é, portanto o que se chamou na América do Norte de “A GERAÇÃO PERDIDA” (the lost generation). É uma geração que foi à “guerra”, impelidos pelo idealismo e pelo sonho de mudanças, que os políticos corruptos e empresários safados desse vasto país, ainda perseguem. Haja vista a crítica maciça contra a atuação da “LAVA JATO”!
Foi eleito um Presidente imbuído pelas mudanças “administrativas e políticas” tão necessárias e almejadas pelo povo. Infelizmente a “imprensa escrita, falada e televisada” a qualquer ação ou fala do Presidente, dos Ministros ou Assessores, divulgam não as VERDADEIRAS PROPOSTAS DO GOVERNO, que visam o bem comum, mas divulgam as mais deslavadas MENTIRAS com o fim específico de “desestruturar” a base de apoio político no CONGRESSO e na população.
Aqui nos vem a memoria o que disse “ERNEST HEMINGWAY” Prêmio Nobel de literatura em 1954. “Um escritor deve escrever o que tem a dizer e não falar disso. Escrever bem, na sua opinião significava uma vida de solicitude com a sociedade, porque a sua obra, aprendamos, o escritor a constrói sozinho e se ele for escritor bastante bom, há de enfrentar a cada dia a eternidade ou o nada”. Tenhamos cuidado com a Imprensa!
Aproveito o preâmbulo desse artigo para reverenciar a GERAÇÃO DE GUERREIROS de Ituverava. Poderão perguntar quem são eles? Não citaremos “nomes”, porque poderíamos cometer graves injustiças, mas são equipes de GUERREIROS VOLUNTÁRIOS, que atuam na FUNDAÇÃO, na APAE, no ASILO DE IDOSOS, no LIONS CLUBE, no ROTARY CLUBE, na SANTA CASA, no AMI, na ACI, na OAB e na AMITUVERAVA, líderes esses, que assistem e desenvolvem trabalhos primorosos, em prol de toda a comunidade.
Com a força desses “GUERREIROS VOLUNTÁRIOS” gostaria de conclamá-los e desafiá-los independente das “paixões políticas” local, a se unirem para “DESTRAVAR” o desenvolvimento sustentável de ITUVERAVA. Unidos com seus amigos Deputados Federais, Estaduais e Senadores, interferirem junto ao Governador, para a criação do ERG “Escritório Regional de Governo” com sede em Ituverava e incorporação dos Municípios de: Guará, Miguelópolis, Igarapava, Aramina, Buritizal e Jeriquara, formando um polo “econômico e político” regional expressivo em vários aspectos. Apesar de ser a Comarca mais antiga e central da Mogiana e às margens da Via Anhanguera, distando 90 Km. de Ribeirão Preto; 90 Km. de Franca; 90 Km. de Uberaba e 90 Km. de Barretos, foi injustamente preterida em favor de São Joaquim da Barra, quando perdeu vários “órgãos estaduais e federais” para aquele Município, que até então pertenciam a Comarca de Ituverava.
Ao criar esse órgão, restabeleceria um vinculo e uma força “econômica e política regional” maior, com o Estado e com a União, primeiro, com o retorno desses órgãos, posteriormente, com a elaboração e implantação de projetos, visando o desenvolvimento local e regional.
Primeiro passo a ser dado, será uma reunião desses “guerreiros”, para cada um expor suas ideias, projetos e sonhos, objetivando as potencialidades de Ituverava e Região.
A SEMENTE ESTÁ LANÇADA! VAMOS CULTIVÁ-LA GUERREIROS?
Plagiando o Presidente: ITUVERAVA acima de tudo e DEUS acima de todos!

Adolfo Medina Bucker