Andrés anuncia acordo com Odebrecht e redução da dívida da Arena Corinthians; veja detalhes

Em reunião no Conselho Deliberativo, diretoria revelou acerto com a construtora

As contas da Arena Corinthiansforam tema de debate na noite desta segunda-feira, em reunião extraordinária do Conselho Deliberativo, no Parque São Jorge, requerida pela oposição e convocada pelo presidente Antônio Goulart dos Reis.

Durante a reunião, em que foram apresentados os relatórios da comissão da Arena, o presidente Andrés Sanchez anunciou que o clube chegou a um acordo com a Odebrecht, e que a dívida atual com a construtora será de R$ 160 milhões.

Com os R$ 470 milhões que ainda faltam a ser pagos ao BNDES via Caixa Econômica Federal, a dívida atualizada do estádio seria de cerca de R$ 630 milhões.

Embora não fosse reconhecida pelo clube, a Odebrecht cobrava do Corinthians um valor de R$ 1,030 bilhão, considerando juros aplicados nos valores dos empréstimos feitos durante a obra. Foi essa a conclusão da auditoria feita pela comissão formada pelos conselheiros, que tiveram acesso a todos os documentos do Fundo Arena Corinthians.

Arena Corinthians foi inaugurada em 2014 — Foto: Marcelo Braga
Arena Corinthians foi inaugurada em 2014 — Foto: Marcelo Braga

Andrés afirmou que, com o acordo, o Corinthians “pagará 10%” do valor total. Em outro momento, segundo conselheiros ouvidos pelo GloboEsporte.com, o mandatário citou o valor de R$ 160 milhões.

O presidente do Timão não explicou em quantas parcelas será feito o pagamento, mas afirmou que o documento já está pronto e que deve ser assinado no intervalo das próximas duas semanas.

Com ao BNDES, o Corinthians já quitou cerca de R$ 160 milhões e segue pagando parcelas mensais de R$ 6 milhões, de março a outubro, e R$ 2,5 milhões entre novembro e fevereiro, período de pausa nas competições e, por isso, menos arrecadação com bilheteria. O prazo é 2028.

Segundo a comissão da Arena, formada por conselheiros, há a possibilidade de uma renegociação com a Caixa, o que pode diminuir o valor total da dívida.

Fonte: Globo Esporte