Avaliação epidemiológica de saúde bucal começou nas escolas e creches

Saúde bucal em escolas e creches

A Prefeitura de Ituverava, através da Secretaria da Saúde e do Departamento de Saúde Bucal, em parceria com a Secretaria da Educação, deu início ao processo de construção do referencial epidemiológico sobre as condições de saúde bucal na Rede Pública de Ituverava. A informação é da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Conforme estabelecido pelo Programa SORRIA – SP, a Fase I do projeto consiste no levantamento epidemiológico de Saúde Bucal nas escolas e creches públicas, com crianças de 4 a 12 anos. O processo é de forma digital.
As equipes de Saúde Bucal estão realizando ações coletivas de promoção e prevenção à saúde nas escolas e creches, que fazem parte dos bairros de cobertura das Unidades de Saúde, assim como os exames clínicos das crianças pelo novo “Aplicativo de Classificação de Risco em Saúde Bucal”, monitorado pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo.
Anualmente, a Equipe de Saúde Bucal procede com a Avaliação de Risco das crianças nas unidades escolares.
Essa avaliação é fundamental para identificar crianças que estão com necessidade de atendimento odontológico, além de priorizar o atendimento segundo às necessidades e critérios padronizados.
No Novo Aplicativo Digital é possível avaliar os critérios de riscos de todos os alunos, assim como suas oclusopatias, analisar os dados coletados para planejamento da Atenção em Saúde Bucal, identificar necessidades de encaminhamento para tratamento individual em consultório odontológico (ESF), e, neste caso, até imprimir ficha de encaminhamento padronizada indicando a Unidade de Referência e gerar planilhas para monitoramento dos procedimentos realizados.

Identificação
As crianças de alto risco identificadas com os critérios padronizados serão encaminhadas para tratamento nas unidades de sua área. E, ao final, os dados serão enviados para a Coordenadoria Geral de Saúde Bucal do Estado de São Paulo sobre as condições de saúde bucal dos alunos de cada escola do município.
A comparação entre os resultados de avaliação de risco e levantamento epidemiológico no decorrer dos anos deverá ser um indicador importante para avaliar os resultados do impacto do atendimento odontológico nas áreas de cobertura das Unidades de Saúde, além de ser um norteador de planejamento e correção de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde bucal.

Ferramenta valiosa
“Reconheço que a epidemiologia é uma valiosa ferramenta para o conhecimento das condições de saúde da população, para o redirecionamento das práticas de saúde e avaliação do impacto das medidas propostas. O seu estímulo é muito importante para fortalecer as ações de saúde bucal nas escolas, envolver a comunidade, priorizar as vulnerabilidades e riscos, como também para possibilitar o monitoramento e análise das ações implementadas”, afirma o diretor do Departamento de Saúde Bucal dr. Gabriel Souza Freitas.
A secretária da Saúde Janine Carvalho Ferreira Rokutan fala sobre a atividade. “Agradeço a Secretaria da Saúde por permitir que o Departamento de Saúde Bucal desenvolva esse trabalho, que é muito importante para nortear as nossas ações e promover a saúde bucal de crianças e adolescentes. Também quero aproveitar a oportunidade e agradecer o trabalho e apoio de toda equipe do Departamento de Saúde Bucal do município”.
“A avaliação está suspensa devido ao cancelamento das aulas na Rede Municipal de Ensino, de acordo com o decreto nº 5.527, que estabelece medidas de combate ao Coronavírus”, declara a secretária