Bate-Bola

Stefânia Borges Rodrigues

Profissão: Professora de Educação Física
Filiação: Eurípedes Fernandes Rodrigues e Fátima Aparecida Borges Rodrigues
Onde nasceu: Ituverava

Já jogou futebol? Qual a posição? Em quais times?
Joguei futebol na época de escola, nas aulas de Educação Física e pequenos campeonatos, e me virava melhor como atacante.
Para qual time você torce? Por quê?
Torço pelo Sport Club Corinthians Paulista, aliás sou corintiana roxa. A paixão pelo Timão veio da minha mãe que era torcedora fanática e, não tem como explicar, vai consumindo a gente. É um prazer indescritível.
Para qual time você jamais torceria? Dê três motivos. E para qual torceria em segundo lugar?
Difícil escolher entre Palmeiras e São Paulo, pois para esses dois times, com certeza, nunca torceria. Os motivos são inúmeros, entre eles é a falta de simpatia pelo time, inclusive com a maioria dos jogadores. Só torço por um time: Corinthians. Não existe segundo time para os corintianos, apenas o Timão. Qual foi o melhor jogador que já atuou pelo seu time e qual a melhor formação de todos os tempos? Descreva um momento inesquecível do seu time.
Dos que eu vi jogar, com certeza, foi o Marcelinho Carioca, meu maior ídolo. Dos jogadores do passado o Rivelino foi excepcional. O momento inesquecível foi a conquista invicta da Libertadores da América, quando vencemos o Boca e conquistamos o título do Mundial de Clubes contra o Chelsea, da Inglaterra. A melhor formação foi a de 2012: Cássio, Alessando, Gil, Chicão, Fábio Santos, Raff, Paulinho, Jorge Henrique, Renato Augusto, Emerson Sheike e Paolo Guerreiro.
A vinda de Rafinha e Felipe Luiz, para o Flamengo, Daniel Alves para o São Paulo, entre outros profissionais, você acredita que vai melhorar o nível do futebol brasileiro?
De modo geral sim, mas normalmente esses jogadores chegam para encerrar a carreira aqui, porém, todos têm muita experiência e qualidade e acrescentam bastante no marketing dos clubes, gerando lucro. Eles também enfrentam dificuldades devido à realidade oposta do futebol Brasileiro comparado ao da Europa.
Você já considera o Flamengo campeão do Brasileirão deste ano? Por quê? Quais os outros cotados para conquistar Campeonato Brasileiro deste ano?
Infelizmente acredito que nenhum outro clube alcance o Flamengo, que o é grande favorito seguido pelo Palmeiras. Ainda aposto no Internacional e, obviamente, no meu Corinthians. Não acho que Santos e São Paulo tenham fôlego na reta final.
Quais as quatro equipes cotadas para serem rebaixadas no Campeonato Brasileiro deste ano?
De acordo com a tabela, que reflete o futebol que estão jogando são: Avaí, Chapecoense, CSA e Ceará.
Qual sua opinião sobre VAR?
Sempre fui a favor da tecnologia no futebol, mas entendo que as regras e suas aplicações devem ser melhor definidas. Outra questão, é também capacitar os árbitros de vídeo e os de campo. Ainda está em fase de adaptação, mas vai melhorar.
Você considera o técnico Tite o ideal para comandar a Seleção Brasileira?
Hoje, não mais. O Tite foi corrompido pelo sistema da CBF e, na maioria das vezes, só convoca jogadores convenientes, não renova e não evolui. Os últimos resultados da seleção comprovam.
Você acha que as mulheres estão se interessando por futebol, e por outros esportes mais no que alguns anos atrás. Por quê?
Hoje as mulheres estão mais ligadas no futebol. Nos outros esportes já havia uma abertura para elas. O futebol deixou de ser um esporte só para homens, e as mulheres passaram a ter incentivo, participar de competições, se profissionalizando, se capacitando e ganhando maior evidência nas mídias. Hoje, inclusive, existem comentaristas e apresentadoras em várias áreas dos esportes.
Qual sua opinião sobre o futebol feminino no Brasil e no mundo? Ele poderá ter o nível do futebol masculino? Por quê?
No Brasil ainda falta muito incentivo financeiro e investimentos nas categorias de base e capacitação de profissionais no futebol feminino. No mundo essas questões já estão mais amadurecidas e elas conseguiram evoluir melhor. Acredito que o nível técnico já está elevado, temos jogos muito bons e campeonatos excelentes. Com o devido incentivo e divulgação tem tudo para melhorar.
Você prefere o sistema de competição, por mata mata, como no campeonato Paulista, ou por ponto corrido, como no Brasileirão? Por quê?
O sistema por mata-mata é muito mais emocionante, pois todas as partidas são decisões e os jogadores se empenham mais. Também, ao contrário de pontos corridos, empolga torcedores, jogadores e comissão técnica.
Cite o nome completo de três torcedores de outros times e mande um recado para eles. Mande também um recado para todas as torcidas do Brasil.
Aos amigos Eduardo Figueiredo Jorge, Rubiano Segismundo e Tiago Chaud, todos são-paulinos. Na verdade, são meus amigos e fregueses. Saudações corintianas. Obrigada por alegrar meus dias a cada CPF (Cadastro Pessoa Física) na nota registrada a cada jogo. E o choro? É Livre.
Para todas as torcidas do Brasil, desejo conscientização para um futebol civilizado, sem violência nos estádios e fora. É preciso encarar os outros times apenas como adversários, jamais como inimigos, mantendo aquela brincadeira saudável entre amigos que torcem para times diferentes. Digam não à intolerância no futebol.