Biblíoteca ‘Adhemar Cassiano’ dispõe de 45 mil livros

Secretário da Cultura, Turismo e Lazer, Wlamir Tony Lucas Ribeiro,
fala sobre benefícios da leitura

O secretário Wlamir Tony Lucas Ribeiro e equipe da biblíoteca

Mais do que se divertir, o hábito de leitura é essencial para formar pessoas inteligentes, críticas, imaginativas e bem informadas. Em Ituverava, aqueles que buscam o conhecimento proporcionado pelos livros têm à disposição a Biblioteca Municipal “Adhemar Cassiano”, no Centro Cultural “Cícero Barbosa Lima Júnior”.
Em entrevista concedida à Tribuna de Ituverava, o secretário da Cultura, Turismo e Lazer, Wlamir Tony Lucas Ribeiro, afirma que a biblioteca tem um acervo de 45 mil livros.
“Assumimos com aproximadamente 40 mil livros e, graças ao empenho da prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado, e a participação da população, nesses 28 meses aumentamos o acervo em 5 mil exemplares”, afirma o secretário.
“Os livros mais procurados são os de ficção, espíritas e os infanto-juvenis. Dentre os autores mais requisitados estão Pedro Bandeira, Clarice Lispector e Maria José Dupré”, ressalta o secretário, que lembra que entre 25 e 30 pessoas passam pela biblioteca por dia. “Elas podem usufruir da área de leitura, internet e o Acessa SP), observa.

Acevo
Ainda segundo ele, a biblioteca tem um acervo tão significativo que fica difícil falar qual é a obra mais importante. “Temos no acervo livros de 80 anos de edição, a 1ª edição do livro ‘Subsídios para a história de Ituverava’, o último exemplar existente do livro ‘A machadada’, entre tantos outros com maior importância ou menor importância para uns ou para outros”, destaca.

Devolução de livros
Um problema muito sério levantado pelo secretário, no entanto, é que muitas pessoas pegam livros emprestados na Biblioteca Municipal e não os devolvem. “Isso é falta de comprometimento com o próximo, pois todos podem precisar de um título retirado na biblioteca e que está na casa de alguém que não o devolveu e, às vezes, no fundo de uma gaveta”, diz.
“Só para se ter uma ideia da gravidade do problema, um levantamento que efetuamos mostra que de 2015 a março de 2019, faltam 1.949 livros para serem devolvidos”, pontua.

Leitura é fundamental para formar cidadãos cultos e mais críticos

O secretário também destaca a importância da leitura. “Independentemente de como surge um leitor, o importante é o crescimento que a leitura traz ao ser humano. Ler estimula a criatividade, trabalha a imaginação, exercita a memória, contribui com o crescimento do vocabulário e com a melhoria da escrita, além de outros benefícios”, enfatiza Wlamir.
“Pensando na formação de novos leitores, é importante o incentivo à leitura nas escolas, sugerindo livros para os alunos, além do trabalho de conscientização dos pais para lerem para os seus filhos”, afirma.
O secretário também lembra que o Brasil está se tornando um país cada vez mais leitor, embora ainda esteja longe do ideal. “O hábito de leitura cresceu nos últimos anos. De acordo com o último mapeamento feito pelo Ibap Inteligência, encomendado pelo Instituto Pró-Livro, o chamado ‘Retrato da Leitura no Brasil’, o número de leitores no Brasil ainda é bem inferior ao satisfatório, mas mesmo assim houve um considerável aumento da busca por obras literárias, impulsionada pelos professores”, diz.

Adaptação
“Entre os jovens, as adaptações de obras literárias para o cinema e TV despertam a curiosidade pela obra original. Ao atrair a atenção de crianças e jovens apara as telonas, muitos autores conseguem estimular a busca pelos livros que deram origem aos roteiros”, completa.
O secretário e professor Wlamir Tony Lucas Ribeiro é casado com Simone Amabile Barbosa Lucas Ribeiro e tem os filhos Amanda Barbosa Lucas Ribeiro, médica formada pela UFMS, e Gustavo Barbosa Lucas Ribeiro, estudante de Engenharia Civil pela UFMS.