Bom humor e importantes alertas em “Ele está de volta”

“Ele está de volta”, escrito pelo jornalista alemão Timus Vermes, pode ser definido como uma sátira precisa e atual a respeito do que vem ocorrendo em diversas partes do mundo. Na obra, Adolf Hitler acorda em um terreno baldio na Alemanha, no verão de 2011, sem entender onde está e o que ocorreu desde sua última lembrança, datada de 1945.
Com seu famoso uniforme e bigode característico, Hitler passa a ser visto pelas pessoas como um comediante e imitador, bastante competente por sinal. Rapidamente, ele se torna viral por conta de sua participação em um programa de TV e de um vídeo no YouTube, que se tornou sucesso instantâneo.
Assim, enquanto Hitler ganha mais atenção e um programa de TV próprio, a obra se aprofunda em importantes discussões, como os limites do humor e o papel dos meios de comunicação.
Com muito humor e uma escrita ágil e inteligente, Timus Vermes chega ao ápice do livro quando demonstra que os discursos radicais de Hitler se tornam fortes justamente por encontrarem pessoas que os enxergam como um jeito novo (e necessário) de fazer política.
No livro, inclusive, essas pessoas consideram os ataques racistas, machistas e homofóbicos do suposto comediante como algo dito da boca pra fora. Garantem, numa clara referência ao que tem ocorrido em diversos países, que se ele estivesse no poder, não seria capaz de prejudicar minorias.
A obra literária se tornou um divertido (e igualmente crítico) filme dirigido por David Wnendt, lançado em 2015, um ano depois da publicação do livro. O longa, no entanto, traz algumas diferenças significativas, inclusive no desfecho da história.
Para aqueles que buscam uma leitura capaz de arrancar risos e, logo depois, causar preocupação por conta de uma crescente disseminação do ódio, “Ele está de volta” é a indicação perfeita.

Bruno da Silva Inácio cursa mestrado na Universidade Federal de Uberlândia, é especialista em Gestão Cultural, Literatura Contemporânea e em Cultura e Literatura. Ele Cursa pós-graduação em Filosofia e Direitos Humanos e em Política e Sociedade. É autor dos livros “Gula, Ira e Todo o Resto”, “Coincidências Arquitetadas” e “Devaneios e alucinações”, além de ter participado de diversas obras impressas e digitais.
É colaborador dos sites Obvious e Superela e responsável pela página “O mundo na minha xícara de café”.