Confira dicas de alimentação voltadas aos universitários

A rotina de quem cursa faculdade geralmente é bastante corrida. No meio de tantos trabalhos, provas e outras obrigações, muita gente se esquece de ter cuidados adequados com as refeições que faz.
Se você é do tipo de estudante que perde o horário das refeições, e vive substituindo-as por lanchinhos rápidos, saiba que sua saúde e sua performance como estudante podem ser negativamente influenciadas por esses hábitos alimentares ruins.
Por isso, confira sete dicas que vão melhorar sua alimentação, manter sua saúde e sua boa forma em dia e aumentar sua energia e disposição para os estudos:

Planeje sua rotina alimentar
Muitas pessoas alimentam-se mal simplesmente por não planejarem sua rotina. Se você passa muitas horas fora de casa, seja na universidade ou no trabalho, em alguns momentos do dia precisará alimentar-se, certo? Então, que tal planejar com suficiente antecedência o que será ingerido em suas refeições? Assim, você evita recorrer à primeira lanchonete ou restaurante que encontrar pelo caminho apenas por falta de opções melhores.
Faça uma planilha com seu cronograma de atividades para a semana, veja quantas refeições você precisará fazer a cada dia. Fazendo isso, você consegue prever onde e quando precisará alimentar-se. Com essas informações em mãos, se torna mais simples planejar estratégias para comer melhor.
Se você sabe, por exemplo, que por volta das 18h estará pela rua ou na universidade, e costuma sentir fome nesse horário, que tal ter com você uma marmita ou um lanche natural? Planejamento é o primeiro passo para que você consiga ter uma alimentação mais saudável.

Leia sobre alimentação saudável
Você sabe quais alimentos são nocivos à sua saúde? E conhece os alimentos que podem torná-lo mais saudável, disposto e revitalizado?
A menos que você seja estudante de Nutrição, é provável que não tenha conhecimentos suficientes a respeito de uma alimentação saudável. E, por isso, sua saúde pode estar em risco.
Assim, que tal ler mais sobre o assunto? Aproveite para aprofundar seu interesse e pesquisar sobre alimentos econômicos, saudáveis e práticos que possam ser consumidos em seu dia a dia. Você vai surpreender-se com a quantidade de boas opções disponíveis.

Prepare sua comida em casa
É natural: quando bate aquela fome e estamos na faculdade, já pensamos nas maravilhas que podemos encontrar para comer no intervalo das aulas. Coxinha, espetinhos de churrasco, chocolates, bolachas, refrigerantes e todo tipo de fast food que, ao longo do tempo, pode destruir sua saúde.
Porém, se você preparar sua alimentação em casa, torna-se mais fácil comer melhor. Com criatividade e um pouquinho de disposição, você pode montar vários tipos de lanches deliciosos e naturais, que vão matar sua fome e dar ao seu corpo os nutrientes que ele precisa.
Com pão de forma, você pode fazer lanches saborosos, recheados com atum, frango desfiado, peito de peru, queijo branco, ricota, alface, rúcula, tomate e cebola.
E caso queira uma refeição ainda melhor, caso tenha um micro-ondas à disposição, é possível fazer marmitas em casa e levá-las para onde for. Elas estão na moda, vão ajudá-lo a economizar um bom dinheiro com comida e o ajudarão a comer corretamente.

Faça substituições saudáveis
Que tal trocar o chocolate por uma fruta? O refrigerante por um suco natural ou água? A bolacha recheada por um iogurte desnatado? Ou quem sabe as frituras pelos assados?
Substituições simples podem mudar drasticamente a qualidade daquilo que você consome. Pense nisso na hora de comer.
Tenha sempre uma garrafa de água por perto
Todo mundo já sabe que beber água é uma das providências essenciais para ter boa saúde. Mas muita gente não consegue alcançar os 2 ou 3 litros de ingestão diária recomendados pelos médicos, seja por esquecimento ou por falta de hábito.
Para beber mais líquido em sua rotina, acostume-se a deixar uma garrafa cheia perto de você. Seja na faculdade, no ônibus ou em casa, abasteça-se de água e perceba as mudanças em sua saúde.

Afaste-se das tentações
A maneira mais eficaz de comer menos alimentos nocivos, repletos de sódio, açúcares e gorduras é afastar-se deles. Se você se diverte indo com os amigos a lanchonetes de junk food, que tal mudar de programa e fazer algo mais saudável?
Ou então, se quando vai ao supermercado você não consegue resistir à prateleira dos salgadinhos, das bolachas e dos doces, é melhor começar a frequentar mais os corredores das frutas, legumes, verduras e demais produtos naturais

Não pule refeições

Quando se fala em alimentação para estudantes, um dos grandes erros cometidos é pular refeições, permanecendo muito tempo sem comer, ou substituindo-as por lanches.
Ao ficar tempo em excesso sem se alimentar, na próxima refeição que fizer, são grandes suas chances de extrapolar na quantidade de comida, e é provável que, com muita fome, você seja incapaz de dizer não a certos alimentos que, embora gostosos, não são os ideais para sua saúde.
Procure comer em pequenas porções, de 3 em 3 horas. Entre o café da manhã e o almoço, por exemplo, você pode saborear uma fruta e, depois, antes do jantar, pode tomar um iogurte. O importante é não ficar tempo demais sem comer, pois com fome, é difícil resistir às tentações.
Com essas dicas de alimentação para estudantes, você conseguirá manter-se nutrido, saudável e disposto para cumprir suas obrigações e alcançar seus objetivos pessoais, profissionais e acadêmicos.
Fique atento àquilo que você come, beba bastante água, mantenha-se longe de alimentos gordurosos, do excesso de sódio e de açúcar, e dê preferência aos alimentos naturais. Assim, você garante uma alimentação balanceada e uma rotina mais saudável.