Confira outras dicas úteis para iniciantes na cozinha

Nesta semana, a Tribuna Teen dá continuidade às dicas simples que fazem toda a diferença no momento do preparo das refeições, algo que, a princípio, é um grande desafio para os jovens que se mudam de cidade para cursar o Ensino Superior. Confira:

Feijão no ponto
Evite adicionar um bocado de tempero, de diferentes tipos, para não mascarar o gosto do feijão. Um pouco de alho, louro e bacon já são suficientes para garantir que o prato fique saboroso.
Já quando o assunto é a quantidade de água, vale a mesma dica do arroz: para cada xícara de feijão, devemos colocar duas de água. O tempo do alimento na panela de pressão, depende do tipo de feijão e se ele fica de molho antes do cozimento, mas é de, em média, quarenta minutos. Em caso de dúvida, vale tirar a pressão da panela e verificar como está o preparo.

Hambúrguer com sabor
Não é preciso adicionar óleo na hora de fritar o hambúrguer. Isso só vai deixá-lo mais gorduroso. O ideal é virá-lo de lado algumas vezes e deixar o fogo sempre baixo. Para ficar ainda mais saboroso, podemos usar a criatividade e adicionar temperos e ervas, como salsinha e alecrim.
Macarrão no ponto
O primeiro passo na hora de preparar o macarrão al dente é abusar da água e adicionar uma pequena quantidade de óleo, sal e azeite na panela. Depois, é necessário esperar que a água fique bem quente, de preferência fervendo, para adicionar o macarrão. Agora, para não deixar o macarrão grudado é preciso prestar atenção no relógio.
A dica é seguir o tempo de preparo e depois de alguns minutos que o macarrão estiver em água fervente, provar. Pode-se tirar uma pequena quantidade e verificar se já não está na hora de tirar, já que ele não pode cozinhar muito.

Deixe a carne descansar antes de cortar
Depois de assar ou grelhar um bife, deixe-o descansando por alguns minutos antes de cortar. A carne fica mais suculenta: conforme esfria, o “suco” da carne é reabsorvido e não escorre tanto ao cortar.
Mas, é claro, ninguém quer comer um bife gelado. Para que não esfrie demais, coloque papel alumínio sobre ele assim que tirar da frigideira, aconselha o chefe britânico Andi Oliver.
A ideia é deixar o bife descansando em temperatura ambiente por alguns minutos, de acordo com seu gosto e com o tamanho do bife. Se for bem grosso, pode descansar uns bons dez minutos. Se for um bife fininho, pode ser bem menos. A dica também vale para carne assada e para churrasco.

Aproveite todas as partes dos legumes e verduras

Quando está cozinhando legumes ou preparando verduras, você corta certos pedaços e joga fora? Você pode querer reconsiderar esse tipo de prática, porque muitas partes de legumes que frequentemente acabam no lixo são justamente as mais saborosas. Não esqueça que você também pagou pelos “pedaços rejeitados”.
De cabinhos de brócolis a folhas de salsão, de cascas de ervilha a casca de cebola, você está perdendo muita coisa quando joga certos pedaços fora. “As folhas da couve-flor e do salsão também são comestíveis – e deliciosas!”, diz Zoe Laughlin. “Você pode adicioná-las no seu prato de couve-flor gratinado. E o cabinho do brócolis costuma ser bem macio e doce”.
E escritora escocesa especializada em culinária Sue Lawrence diz que há muitos pedaços subaproveitados. “As cascas da ervilha têm muito sabor e são ótimas para a sopa. O mesmo vale para os talos da salsinha”,
Rachel McCormack diz que é possível aproveitar até a casca da cebola. Basta cozinhar por bastante tempo até que ela fique caramelizada. Ou então guardar para fazer um caldo de legumes.

O que refogo primeiro? Cebola ou alho, alho ou cebola?

Você já deve ter visto essa parte do refogado em várias receitas! E não é por menos, afinal, essa simples etapa garante um sabor incrível à comida que ali será refogada. Na hora de fazer o refogado, o mais indicado é refogar a cebola primeiro, por ela demorar mais para fritar. Pelo fato de o alho fritar rapidamente, colocá-lo na panela antes acabaria contribuindo para que ele queimasse — e acabasse dando um gostinho amargo desagradável à comida.