Conheças as séries brasileiras que estrearão na Amazon Prime

A Amazon Prime Video, streaming da Amazon, anunciou que o catálogo da plataforma terá seis séries produzidas no Brasil. Os títulos, que estreiam a partir de 2020, abordam temas como violência, drogas, relacionamentos amorosos e transexualidade.
As séries fazem parte de uma estratégia da Amazon de aumentar a popularidade do seu serviço de streaming entre o público brasileiro. “É só o começo, ainda temos muito o que expandir. Queremos produzir séries que refletem as realidades locais”, disse Jennifer Salke, presidente da Amazon Studios. A seguir, saiba mais sobre os títulos inéditos made in Brazil:

Tudo Ou Nada (All or Nothing)
Com estreia confirmada para 31 de janeiro de 2020, a série mostra os bastidores da Seleção Brasileira de futebol durante a Copa América de 2019. Os capítulos vão apresentar cenas inéditas de treinamentos físicos e motivacionais do técnico Tite, além de depoimentos exclusivos dos jogadores.

Soltos em Floripa
Previsto para estrear no início de 2020, o reality show reúne pessoas em uma casa em Florianópolis, onde curtem muitas festas, praia e diversão. A série já foi gravada e terá celebridades opinando sobre os acontecimentos.
A cantora Pabllo Vittar é a única artista confirmada como comentarista. A Amazon Prime Video não divulgou quais são os outros famosos que vão participar. “Não tem roteiro, os participantes fazem o que querem, mas precisam trabalhar para pagar as bebidas que tomam”, revelou Vittar.

DOM
Ainda com nome provisório, a produção conta a história real de Vitor, um policial que tentou combater a entrada de cocaína no Brasil e trabalhou contra o tráfico de drogas. Nos anos 2000, seu próprio filho, Pedro Dom, virou usuário de drogas e tornou-se assaltante para sustentar o vício.
As filmagens da série, que se passa no Rio de Janeiro, já começaram. O diretor Breno Silveira (de 2 Filhos de Francisco) comanda os episódios, que ainda não têm data de lançamento. O ator Gabriel Leone interpreta Pedro, e Flávio Tolezani faz o papel de Vitor.
De acordo com Silveira, a ideia de retratar essa história surgiu do próprio Vitor, pai de Pedro Dom. “Há mais de dez anos, ele [Vitor] me procurou para desabafar, pois tinha perdido o filho. Essa é uma história brasileira que mostra dois lados da guerra as drogas no país”, afirmou.
O roteiro foi baseado nos relatos que Vitor fez para Tony Bellotto, guitarrista da banda Titãs que está escrevendo um livro sobre essa história. A obra, segundo Silveira, deve ser lançada quando a série estrear. “Há cenas de combate, discussões e brigas. Mas há também muito sobre a relação e o amor entre pai e filho”, comentou Leone.

Setembro
A trama apresenta Cassandra, uma mulher transexual que vai morar no centro de São Paulo e acaba encontrando uma criança que está buscando pelo pai.
As roteiristas Josefina Trotta e Alice Marcone declararam que a série também terá personagens migrantes e vai mostrar as dificuldades de se viver em uma cidade grande. “É uma história emocionante que aborda a transexualidade, mas tem como tema central as novas formações de famílias”, disse Marcone.
Os capítulos, que ainda estão em fase de desenvolvimento, terão cerca de 30 minutos cada. Não há previsão de lançamento da série, que também está com o nome provisório.
Lov3
Um casal faz uma revelação bombástica para seus três filhos, que depois passam por uma jornada de descobrimento sobre seus relacionamentos pessoais. “Há gêmeos, de 24 anos, e uma irmã dez anos mais velha. Depois da notícia, cada um lida com a situação de maneira diferente”, comentou Rafael Braga, um dos produtores.
Criada por Rita Moraes, Felipe Braga, a série deve ter episódios de meia hora. O roteiro está sendo finalizado – por isso, o título também é provisório e não há data de estreia.

Projeto Marcelo D2
A Amazon não revelou detalhes sobre a série, que deve tratar de mães que vivem em favelas. A produção, que conta com o cantor Marcelo D2, também está com nome provisório.