Corinthians e Cruzeiro decidem semifinal da Copa do Brasil em casa

Jogos de ida serão no dia 12 de setembro, e as de volta estão marcadas para o dia 26 do mesmo mês, todas as partidas serão às 21h45

Em sorteio realizado na sede da CBF na manhã de quarta-feira, 22 de agosto, foi definido que Corinthians e Cruzeiro farão o segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil em casa. Também ficou determinada quais serão as datas das semifinais: 12 de setembro terão os jogos de ida, enquanto os confrontos de volta estão marcados para o dia 26 do mesmo mês.
A final está marcada para 10 e 17 de outubro, com mandos a serem definidos também por sorteio.
Dos quatro times que estão nas semifinais, três tiveram jogadores convocados por Tite para dois amistosos pela seleção brasileira. Dedé (Cruzeiro), Fagner (Corinthians) e Lucas Paquetá (Flamengo) foram chamados pelo treinador e devem desfalcar seus times para o primeiro jogo da semifinal, já que o segundo amistoso do Brasil será no dia 11 de setembro.
Nas semifinais da Copa do Brasil deste ano estarão quatro, dos cinco maiores campeões do torneio. Apenas o Grêmio, empatado com o Cruzeiro com cinco títulos, está de fora. Corinthians, Flamengo e Palmeiras levantaram a taça três vezes cada.
A final da Copa do Brasil deste ano pode ter a reedição da decisão do ano passado, entre Flamengo e Cruzeiro, na qual a Raposa saiu campeã nos pênaltis. Outra possibilidade é que tenhamos um dos maiores clássicos do país entre Corinthians e Palmeiras. Além disso, outros cenários possíveis são Corinthians x Cruzeiro e Flamengo x Palmeiras.

Árbitro de vídeo

A Copa do Brasil representou o início da era do árbitro de vídeo no futebol nacional. Avaliando o VAR, no dia do sorteio dos mandos de campo das semifinais, nesta quarta-feira, a CBF apresentou dados colhidos nos oitos jogos das quartas de final – todos contaram com o uso do VAR.
Representantes dos departamentos que implementaram o árbitro de vídeo na competição chegaram a comparar alguns números com os da última Copa do Mundo. No entanto, fizeram a ressalva de que a quantidade de jogos foi muito menor. Além disso, foram apresentados vídeos de lances nos quais houve checagem com áudios das conversas entre os árbitros de campo e de cabine.
Por meio do consultor estatístico da Comissão de Arbitragem para o VAR, Ítalo Medeiros, a CBF apresentou os números dos oitos jogos das quartas de final da Copa do Brasil, além de algumas comparações.

•Checagens/revisões: 58 (média de 7,25 por partida) – Média da Copa do Mundo: 7 por partida
•Checagens de cartão vermelho: 22
•Checagens de pênalti: 20
•Checagens de gol: 13
•Checagens de erro de identificação: 3
•Revisões: 2
•Tempo médio por checagem sem conversa com árbitro de campo: 31 segundos
•Tempo médio por checagem com conversa com árbitro de campo: 34 segundos
•Tempo médio por checagem e visualização da tela pelo árbitro à beira do campo: 1 minuto e 18 segundos
•Média de tempo de bola rolando: 57 minutos e 29 segundos – Média da Copa do Mundo (sem prorrogações): 56 minutos e 55 segundos