Fafram pode firmar convênio com universidade do Peru

O objetivo é promover intercâmbio de estudantes e professores, de ambas as instituições 

O pró-reitor Prof. Dr. Percy Amilcar Zevallos Pollito e o diretor da Fafram, Márcio Pereira

A Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava (FE), recebeu entre os dias 4 e 9 de fevereiro, o pró-reitor Prof. Dr. Percy Amilcar Zevallos Pollito, da Universidade Nacional Amazônica da Madre de Deus (UNAMAD), do Peru, para discutir sobre convênio que será firmado entre as duas instituições. Pollito foi recebido pelo diretor da Fafram, Márcio Pereira.
O convênio prevê a viabilização do intercâmbio de estudantes e professores, das áreas acadêmica de Pesquisa e Extensão. O documento, um protocolo de intenções, deve ser assinado em breve.
Pollito fez uma rigorosa avaliação da infraestrutura da faculdade, para verificar se ela atende as exigências para a formalização do convênio, analisando critérios referentes ao PDI (Plano de Desenvolvimento da Instituição), biblioteca, laboratórios, Hospital Veterinário, Fazenda Experimental, capacidade de atualização, grade pedagógica e corpo docente.
A decisão da avaliação deve ser comunicada no próximo mês. Além da aprovação do pró-reitor, também é necessário que o departamento jurídico de ambas as instituições, aprove a proposta.

Aprovação
Caso os departamentos jurídicos aprovem o convênio, o pró-reitor da UNAMAD, que afirmou ter gostado bastante das nossas instalações, deve retornar a Ituverava para formalizar a assinatura do convênio”, explica Pereira.
Segundo o diretor da Fafram, é o primeiro passo para internacionalização da Fafram. “Levando em consideração que depois que o programa do Governo Federal, Ciências sem Fronteiras foi extinto, cabe agora a cada instituição procurar parceiros a nível internacional. Umas das primeiras que estamos estreitando os laços, é justamente a UNAMAD, que é referência na área da Zootecnia, Engenharia Florestal, Direito e Saúde”, afirma.

Intercâmbio
“A parceria vai proporcionar aos estudantes, de ambas instituições, a oportunidade de fazer o intercâmbio e cursar disciplinas em regime presencial. No retorno às suas faculdades de origem, eles farão a validação das disciplinas. Dessa forma, poderão conhecer uma realidade e um método de ensino diferente, enriquecer o aprendizado e construir conhecimentos culturais”, completa o diretor da Fafram, Márcio Pereira.
Conforme prevê o convênio, inicialmente, o programa será para estudantes dos cursos de Agronomia, Medicina Veterinária e Direito, que são áreas ministradas em ambas as instituições. Os ciclos que estudantes deverão participar, ainda serão discutidos pelos órgãos colegiados da Fafram.

Aprovação

O pró-reitor da Universidade Nacional Amazônica da Madre de Deus (UNAMAD), do Peru, fez uma breve avalição sobre a faculdade ituveravense. “Já havia visitado a Fafram há cerca de 15 anos, e as mudanças são enormes. É uma instituição que assegura a qualidade do Ensino Superior Universitário, acima da média do padrão nacional e referência internacional, logrando assim profissionais com o mais alto nível”, afirma.
“A instituição tem uma boa infraestrutura e qualidade no quadro de docentes, que promovem pesquisas e aulas de qualidade, que garantem uma boa formação profissional aos estudantes. Não é à toa que possui nota 5 do MEC, ficando acima de outras instituições de ensino no Brasil, destaca o pró-reitor.
“Cá entre nós, daqui a pouco a política de internacionalização dará o que falar no Estado de São Paulo, no Brasil e referência da América Latina”, completa o pró-reitor Prof. Dr. Percy Pollito.

Alunos da Fafram participam do Summer School, em Roma 

Diogo Augusto de Melo Avelar e Lara Luíza Liporone de Sá na Universidade de Roma La Sapienza

Estudantes do curso de Direito da Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), estiveram na Itália no mês de janeiro, onde participaram do programa Summer School sobre o Direito do Trabalho Brasileiro e Italiano, da Universidade de Roma La Sapienza.
O evento sobre Direito do Trabalho Europeu e Italiano foi o primeiro curso realizado por meio de parceria entre a universidade romana e a Escola Superior de Advocacia (ESA/CE), onde foi feita uma análise comparativa entre o ordenamento jurídico italiano e o brasileiro e examinados os padrões internacionais.
Para participar do evento internacional, os estudantes do 2º e 4º ano do curso da Fafram, Diogo Augusto de Melo Avelar e Lara Luíza Liporone de Sá tiveram suas pesquisas aprovadas por uma comissão de professores, mestres e doutores da Itália e do Brasil.
Os ituveravenses participaram de atividades didáticas, visitas e seminários em aulas presenciais. Eles também apresentaram o trabalho intitulado “A Maculação da Convenção 158 da OIT e as Reformas Trabalhistas Brasileira e Italiana” e discorreram sobre o tema em evento realizado dia 17 de janeiro.

Evento e Certificados
Ao final do curso, Diogo e Lara receberam certificados emitidos pela Universidade de Roma La Sapienza pela participação e apresentação do trabalho acadêmico. Além dos ituveravenses, também estiveram no evento cerca de 25 brasileiros, dentre eles, profissionais e especialistas da área.
O graduando, Diogo de Melo, fala sobre o tema abordado no artigo científico e conta como foi a experiência. “O tema, tanto na Itália como no Brasil, é de grande relevância, tendo em vista que ambos os países recentemente passaram por reformas trabalhistas e, por isso, o escolhemos para tratar aspectos nessa convenção que versa sobre a questão da demissão por justa causa, e elencamos como as reformas trabalhistas de ambos os países, de certa forma, acabam por ferir essa convenção”, afirma.
“Vivemos uma experiência fantástica, pois quando saímos do Brasil, da nossa zona de conforto, aprendemos a enxergar o mundo com uma ótica diferente. Além disso, partilhar com outras pessoas os mesmos ideais, ter contato com outras culturas e linhas de pensamento diferentes fará muita diferença na nossa vida. Ter esta oportunidade só agregou ao nosso conhecimento e formação como cidadão”, destaca o estudante.
“Para o nosso currículo foi muito importante, sobretudo porque tanto a Lara como eu, temos o objetivo de seguir carreira acadêmica, tanto no âmbito da pesquisa, como do ensino. Também nos permitiu elevar o nome da Fafram e de Ituverava, uma vez que ter a oportunidade de quebrar barreiras levando o nome da faculdade, sem dúvida, foi uma grande honra e alegria”, conclui o estudante, Diogo Augusto de Melo Avelar.

Enriquecimento cultural
Além de proporcionar uma grande experiência, a participação na Summer School também contribuiu para o enriquecimento cultural e amadurecimento pessoal.
Lara Luíza Liporone de Sá fala sobe a viagem. “Ocorreu entre os dias 14 e 18 de janeiro, na cidade de Roma-Itália. Tivemos ajuda de professores e dos conhecimentos adquiridos na Fafram, nas matérias de Direito do Trabalho e Direito Internacional. Planejamos, realizamos e apresentamos nosso trabalho juntos’’, afirma a aluna.
“Atualmente, o mercado de trabalho está repleto de bons profissionais, portanto, se faz necessário diferenciar, agregar experiências de vida e conhecimentos jurídicos. A nossa participação foi muito importante, pois abre os caminhos para os novos alunos, mostrando que é possível apresentar um trabalho no exterior, além de elevar o nome de nossa faculdade e de Ituverava”, observa Lara.

Apoio

Os estudantes contaram com o apoio do Conselho da Fafram, Diretório Acadêmico do Curso de Direito, além de familiares e amigos.
Diogo Augusto de Melo Avelar, 21 anos, é filho de Paulo César de Melo Avelar e Vera Lúcia Costa Rosa Ribeiro. Ele cursou o Ensino Infantil na EMEI “Manuel Lázaro Pereira”, os ensinos Fundamental na EMEF Jardim Guanabara e Médio na Escola Estadual “Antônio Justino Falleiros” e formou-se em Filosofia no ano de 2014, pelo Instituto Agostiniano de Franca.
Lara Luíza Liporone de Sá, 21 anos, é filha de Fabrícia Liporone de Sá e Altino Gomes de Sá. Ela estudou o Ensino Infantil na Escola Crescer e na EMEI “João Antônio Macedo”, o Fundamental I e II, no Colégio Objetivo de Ituverava, o Ensino Médio, Técnico em Administração e Serviços Jurídicos, na Etec “Professor José Ignácio Azevedo Filho”. Lara cursa Gestão Pública pela Universidade Paulista e Direito na Fafram.