Grupo Escoteiro mantém atividades em casa durante pandemia

Foto de arquivo do Grupo Escoteiro

Devido ao cenário atual, em que o distanciamento social tem feito parte da realidade da população, em especial das crianças, adolescentes e jovens, o Movimento Escoteiro tem se esforçado para manter as atratividades, buscando novas formas de oferecer sua proposta educativa.
Considerando o atual contexto do país e como forma de manter o vínculo educativo e de fraternidade juntos aos jovens, a proposta educativa está fundamentada nos conceitos básicos do Movimento Escoteiro, contribuindo na formação de pessoas comprometidas com a comunidade, que assumem seu papel como cidadãos responsáveis e úteis.
Especialmente, nesse momento, de acordo com a diretoria do 225º Grupo Escoteiro “José Amauri de Sousa”, cuja presidente é Ana Francisca Ferreira de Menezes, a pretensão do movimento é deixar uma marca positiva tanto para os participantes quanto para as comunidades.

Por todo o país
Com essa finalidade, nos quatro cantos do país, o Movimento Escoteiro tem oferecido oportunidades de aquisição de competências através dos meios virtuais. “Dessa forma, toda a energia e a vitalidade das crianças, nas atividades físicas e nas tão empolgantes caçadas ao ar livre, deram lugar a atividades on-line”, disse.

Atividades virtuais
Em Ituverava, as atividades pré-pandemia do Grupo Escoteiro eram realizadas no campus da Faculdade “Dr. Francisco Maeda” (Fafram). Contudo, desde o dia 13 de março, seguindo as orientações da União dos Escoteiros do Brasil, as atividades presenciais foram suspensas.
Desde então, o grupo vem desenvolvendo atividades virtuais com seus integrantes. O ramo lobinho, que conta com cerca de 20 crianças, com idade entre 5, 6 e 10 anos de idade, atualmente é a seção mais ativa virtualmente do grupo, segundo a diretoria.
“Elas já desenvolveram diversas atividades, como pernoites, caçadas, desenvolvimento de especialidades, entre outras”, destaca.

Retomada das atividades ao ar livre
Segundo a diretoria do Movimento Escoteiro ituveravense, a previsão é que as atividades ao ar livre sejam liberadas em breve. Contudo, por enquanto, as ações on-line continuarão a ser desenvolvidas.
“Caso alguém tenha interesse em contribuir como adulto voluntário ou inscrever um jovem no grupo, basta entrar em contato através do telefone (16) 98834-0398 e falar com a escotista Ana Francisca”, completa a diretoria.

Movimento Escoteiro em Ituverava
O Grupo “José Amauri de Sousa” fundado em 2010, filiado à União dos Escoteiros do Brasil (UEB1), é uma organização não governamental, de fins filantrópicos e utilidade pública, que trabalha na formação de jovens como entidade de educação extraescolar, e que está presente no Brasil há 90 anos.
Antes da pandemia, as atividades do Grupo Escoteiro eram realizadas na Fafram, aos sábados, das 9h às 11h30. Maiores informações sobre o movimento juvenil, podem ser solicitadas pelo e-mail gejoseamauridesousa@outlook.com.

Diretoria do Grupo para o biênio 2019/2021

Presidente: Ana Francisca Ferreira de Menezes
Diretoria administrativa: Naiely Rita de Oliveira
Diretor financeiro: Manoel Rubens Martins Silva
Diretor de métodos educativos: Rangel Rodrigues
de Souza Silva
Assessoria jurídica: Célia Maria Sandoval de Lima Castro