Grupo Sheiks distribuirá presentes em São Benedito

Alguns dos integrantes dos Sheiks

Os Sheiks – grupo formado por 12 amigos – está organizando uma campanha filantrópica para a doar presentes de Natal a crianças carentes do distrito de São Benedito da Cachoeirinha. “Natal do Sheiks”, como é chamada a campanha, entregara os brinquedos no dia 23 de dezembro.
Segundo um dos integrantes do grupo, Luís Gustavo Borba Martins, a ideia surgiu em um dos encontros do grupo. “O integrante Paulo Candeia Vieira sugeriu a ideia e todos aprovaram. Em seguida, fizemos uma votação para decidir o local que seria beneficiado e a maioria optou por São Benedito da Cachoeirinha”, afirma.
“Nós estamos aceitando doações de brinquedos e dinheiro, e temos pedido à população a quantia de R$ 10, mas cada um ajuda como pode. Os pontos de coleta são a Régis Pires Barber Shop e a Kry-Art, mas quem puder pode entregar diretamente a qualquer um dos membros dos Sheiks”, ressalta Luís Gustavo.

Grupo
O grupo é formado por: Caio Alves Anunciação, Luís Gustavo Borba Martins, Murilo Moreira Vieira, Pedro Henrique da Silva Santos Ramalho, Juliano Henrique Apolinário de Assis, Lucas Thomaz Podolski, Paulinho Candeia Vieira, Juninho Ferreira, Carlos Antônio Costa Júnior, João Victor Lino, Luciano Escoçata e Emanuel Mattos Silva.
A campanha conta com o apoio da Tribuna de Ituverava, Web4, Conserta Smart, Kry-Art, Vasbras, Régis Pires Barber Shop, Charutão – Compra e venda de carros e motos, Luciana Oliveira – Corretora de Seguros, Japa Ar, Lucas Almeida Cabeleireiros, Splash Academia, Frango Assado do Clesinho, Mateus Pinho Ferreira – Aulas de Matemática, Barbearia Kaio, Autopeças VM e Rádio Superativa FM.
Maiores informações sobre a campanha podem ser obtidas através dos telefones (16) 98118-1914 ou (16) 99427-8448.

Origem

Um dos integrantes dos Sheiks, Murilo Moreira Vieira, fala sobre a origem do grupo. “Começamos em 2010, quando Caio Alves Anunciação, Luís Gustavo Borba Martins e eu, nos conhecemos no curso de Sistemas de Informação na Fafram”, lembra.
“Um dos projetos foi elaborar um programa que nós intitulamos de “Sheik”, por usar uma linguagem de programação bem rica em detalhes. Depois entraram novos membros e o nome do grupo ficou “Sheiks”, completa Murilo.