IBGE aponta baixo valor nutricional na alimentação de adolescentes

Os adolescentes brasileiros comem mais produtos de baixo valor nutricional do que adultos e idosos

Os jovens consomem quatro vezes mais biscoitos recheados do que adultos, e 16 vezes mais do que idosos. Além disso, o consumo de salgados entre adolescentes é maior do que em adultos, e quase o dobro do observado em idosos. A pizza, por sua vez, é preponderante no consumo entre adolescentes, maior do que entre adultos e mais de três vezes superior.
O alerta consta da pesquisa “Análise de Consumo Alimentar pessoal no Brasil”, feita com base na Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018. O levantamento, anunciado na última semana, foi elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em parceria com Ministério da Saúde.
Na pesquisa, o consumo de biscoitos recheados entre adolescentes ficou, em média, em 9,7 gramas por dia – sendo que, em adultos, esse patamar é de 2,5 gramas por dia, e entre idosos, 0,6 grama por dia.
Em salgados fritos e assados, os adolescentes consomem em média, 10,4 gramas por dia, contra 9,2 gramas por dia entre adultos, e 5 gramas por dia entre idosos.
No caso da pizza, esta tem consumo médio per capita de 9 gramas por dia entre adolescentes; 7 gramas por dia entre adultos; e apenas 2,3 gramas por dia entre idosos.

Bebidas alcoólicas

A preferência por bebidas alcoólicas na adolescência também foi detectada pelo IBGE. Na pesquisa, entre os adolescentes, na lista de itens de alimentos e bebidas citados no estudo, os produtos com maior percentual de consumo fora de casa entre os jovens foram cerveja (65,4%) e vinho (49,9%), mesmo impedidos pela lei de consumir essas bebidas.
O universo do estudo abrange 46.164 pessoas pesquisadas entre julho de 2017 e julho de 2018, moradores acima de 10 anos em 20.112 domicílios no país. Na pesquisa, 1.593 itens de alimentação e bebidas foram citados.