Ituverava retoma campanha contra a gripe nesta terça-feira

Para facilitar o atendimento aos idosos a partir de 60 anos, foi implantado um sistema drive thru na EMEF Rosa de Lima

A Prefeitura de Ituverava informou através de suas redes sociais, que recebeu nesta semana um novo lote de vacina contra gripe Influenza e disponibiliza as doses para idosos a partir de 60 anos, na terça-feira, dia 7 de abril – cumprindo o calendário da 1ª fase da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza – estabelecido pelo Ministério da Saúde.

A Vacinação Contra a Gripe tem como objetivo reduzir o número de complicações das infecções causadas pelo Influenza, e ao mesmo tempo evitar o aumento do número dessas doenças respiratórias. Segundo a Vigilância Epidemiológica, a meta é vacinar 90% do público-alvo da campanha.

O governo federal antecipou a campanha deste ano por conta da pandemia do novo coronavírus e as doses estão sendo entregues de forma escalonada. A vacina não tem eficácia contra a COVID-19, mas protege contra três tipos de vírus da gripe.

Local de vacinação

Para facilitar a vacinação para os idosos, a Secretaria da Saúde de Ituverava montou um ponto de vacinação exclusivo na EMEF “Rosa de Lima”, onde os idosos podem ser imunizados pelo sistema drive thru, e não precisam sair do veículo para receber a vacina.

Público Alvo

Nesse ano, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, a campanha será realizada em três fases, com grupos prioritários distintos. A primeira tem prioridade de vacinação pessoas acima de 60 anos e trabalhadores da área da saúde. Já a partir de 16 de abril, a campanha abrangerá professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas.

Última fase

A terceira e última fase terá início dia 9 de maio, abrangendo crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, mulheres que tiveram parto recente (puérperas), povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, presos, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos, que neste ano também fazem parte do grupo prioritário.