Ituveravenses conquistam medalhas na 2ª Copa Ibirá

Atletas que participaram da 2ª Copa Ibirá de Karatê

Abrindo a temporada de campeonatos oficiais de 2019, no dia 23 de março, a Federação de Karatê Paulista (FKP) realizou a 2ª Copa Ibirá, na cidade de Ibirá, interior de São Paulo.
Participaram da competição de Karatê, cerca de 361 atletas e 22 equipes. Ituverava foi representada pela equipe Red Tigers, que é coordenada pelo sensei Luiz Gabriel Furlan Correa. O professor que iniciou os seus trabalhos em Ituverava, em agosto de 2018, coordena hoje uma turma com 19 anos, dos quais, sete participaram da competição. A equipe ituveravense conquistou seis medalhas – três de ouro, duas de prata, e uma de bronze. Somadas as outras medalhas conquistadas pela Associação Teixeira de Karatê, que é sede da equipe Red Tigers, os ituveravenses chegaram quatro medalhas de ouro, seis de prata e duas de bronze, conquistando a quinta colocação na classificação de equipes.
Orgulho
O sensei Gabriel Correa fala sobre a competição. “Volto para Ituverava muito feliz e orgulhoso, pois esse campeonato começou dia 28 de fevereiro, quando comecei a estudar possibilidades de viabilizar o transporte para a competição”, disse. “Nessa empreitada, contei com o apoio dos secretários de Esporte, do Bem-Estar e Integração Social, Transporte, Trânsito e Frotas, Márcio Antônio Macedo Mello, Antônio Carlos Silva e Athayde de Souza Júnior. Também recebemos apoio dos pais dos alunos e dos empresários Paulo César da Silva, da Visol Agência de Viagens e Turismo Ltda. e David Ribeiro Alves, da Farmais”, destaca o professor.

Projetos

Atualmente, o sensei Gabriel ministra aulas de Judô na academia Soteiju e de Karatê, no Centro de Treinamento Lucas Silva.
Paralelamente, Correa também trabalha em conjunto com a secretaria do Bem-Estar e Integração Social, para iniciar um projeto social de Karatê, no distrito de São Benedito da Cachoeirinha e no bairro rural de Aparecida do Salto. “Também penso em trazer uma etapa oficial, do campeonato da Federação para Ituverava, e expandir o projeto de karatê para a cidade inteira. A princípio, busco empresas parceiras que queiram adotar e investir em atletas da cidade”, completa.