IVVI recebe alimentos e itens de higiene da Granorte

Representantes da Granorte entregam doação de alimentos para membros dos IVVI

O Instituto de Valorização à Vida de Ituverava (IVVI) recebeu, dia 2 de julho, da Granorte – empresa do Grupo Vittia, 356 kg de alimentos e 488 unidades de produtos de higiene.
Representaram a Granorte, o coordenador administrativo, Ronaldo Spirlandelli Júnior, a técnica em Segurança do Trabalho, Elaine Cristina Simão da Silva, a auxiliar de Sistema de Gestão Integrada, Josiana Ito e a analista de processos, Jéssica Aparecida Apolinário de Paula, que entregaram ao presidente do IVVI – Marcos Carlos Augusto; ao conselheiro fiscal – José Alves Ferreira Neto (“Caçula”), às assistentes sociais, Cristiane Machado Garcia de Almeida e Sônia Eli Ferreira da Silva e à secretária Sônia Regina Peres de Melo Totoli.
Em entrevista à Tribuna de Ituverava, a técnica em Segurança do Trabalho da Granorte, Elaine Simão, explicou o processo de arrecadação dos produtos. “A arrecadação foi no mês de junho, durante a SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho) da Granorte, e foi um processo muito eficiente e prazeroso, porque todos os colaboradores entendem o que representa essa doação para o IVVI e, a importância de uma ação em prol de uma causa tão importante, como a dependência química”, afirma.

Colaboração
“Sem contribuições e o apoio da sociedade, o IVVI não conseguiria amparar esses indivíduos e, eles dificilmente conseguirão superar as barreiras da dependência química”, afirma a colaboradora.
Ela ainda destaca os motivos que levaram a empresa a escolher o IVVI para a doação. “Todos os anos escolhemos alguma entidade para destinar a arrecadação realizada durante a SIPAT e, este ano, nosso objetivo foi contribuir com alguma entidade que realmente estivesse necessitando e, através da Sônia, que é secretária no IVVI, ficamos sabendo da situação da entidade”, enfatiza Elaine Cristina Simão da Silva.

Importância
O presidente do IVVI, Marcos Carlos Augusto, agradece a iniciativa da empresa e falou sobre a sua importância para a instituição. “A doação tem um grande significado para o IVVI, tendo em vista que a entidade sobrevive através de doações e que está passando por uma grave crise financeira”, afirma.
“Graças a Deus a comunidade tem se sensibilizado com a situação da entidade e, em nome de toda a diretoria, agradeço a generosidade da Granorte, por ter destinado muitos produtos. Esperamos que possamos fortalecer essa parceria entre as instituições, que têm dirigentes conscientes e, que se preocupam com as questões sociais da cidade”, afirma.

Dificuldades

Ainda segundo o presidente do IVVI, as despesas da entidade superam a arrecadação mensal, que inclui doações, telemarketing e recursos federais, e giram em torno de R$ 12 mil. “Em contrapartida, os gastos mensais são em torno de R$ 18 mil, o que ocasiona um déficit alto por mês. Ao longo dos 20 anos de existência do IVVI, já passaram pela entidade 4.100 internos, no entanto, devido as dificuldades estamos com apenas 20”, destaca.
“Por essa razão, necessitamos realmente de muita ajuda para continuar desenvolvendo esse trabalho. A dependência química é um dos principais problemas de saúde pública no mundo e, por isso, precisamos da compreensão e colaboração da população, pois são pessoas que estão em busca de tratamento para um novo recomeço de vida”, completa Marcos Carlos Augusto.