Jovem de 17 anos é morta em Guará por ex-namorado

A jovem, que foi assassinada pelo ex-namorado

Um crime brutal chocou a população da cidade de Guará e de região. No domingo de Páscoa, dia 1º de abril, uma jovem de 17 anos, que residia em Guará foi morta a facadas pelo ex-namorado, 25 anos, depois que ela decidiu terminar o namoro. De acordo com informações da Polícia Civil, o ajudante geral premeditou o crime.
O assassinato ocorreu entre às 9h e 10h da manhã, em frente ao terminal rodoviário. Ainda segundo a polícia, o autor do crime desferiu várias facadas contra a vítima, sendo uma delas no pescoço. A adolescente chegou a ser socorrida e levada para a Santa Casa, mas não resistiu.
Após o crime, o criminoso subiu em uma moto, que já o aguardava, fugiu, e passou a ser procurado pela Polícia Militar de Guará, Ituverava e Igarapava. O jovem foi encontrado por volta de 20h20, em uma linha férrea próxima a um canavial.

Confissão
Em um vídeo gravado pela Polícia Militar, o ajudante geral confessou ter planejado o assassinato, porque descobriu que a namorada o havia traído, mas disse estar arrependido.
“Ela me levou na rodoviária, eu estava indo embora, perguntei para ela, pela última vez, se ia me dar outra chance, ou não. Ela falou que não. Eu estava de cabeça quente, aí aconteceu o que eu não gostaria que acontecesse”, afirmou.
O suspeito, teria passado o final de semana na casa da vítima, apesar de a adolescente ter rompido o relacionamento na sexta-feira, dia 30, contou à PM, e que foi a irmã da vítima quem contou sobre a traição.
“Fui lá porque a mãe e a avó dela me pediram para a gente conversar, para ver se a gente se entendia. Conversamos, e ela não queria mais nada comigo. Aí, depois, eu descobri coisas dela, que ela fez comigo”, relatou.

Faca: arma do crime
Ele ainda afirmou aos militares que ficou transtornado ao descobrir a traição e, na manhã de domingo, pediu que a ex-namorada o levasse até a rodoviária. Antes, pegou uma faca na cozinha da casa da própria vítima. “Eu não queria ter feito isso, ter tirado a vida dela”, disse.
Após ser capturado, o suspeito foi encaminhado à cadeia de Franca (SP). A Polícia Civil informou que ele responderá por homicídio duplamente qualificado – por motivo fútil e feminicídio.