Ministro desmente informação de que data do Enem foi alterada

Após especulações de que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 poderia ser adiado por conta da paralisação das aulas em consequência do coronavírus (Covid-19), o ministro da educação, Abraham Weitraub, desmentiu a informação na última semana.
A informação foi divulgada primeiramente pelo O Globo, mas não havia fontes oficiais. Weintraub se manifestou por meio de sua conta pessoal no Twitter afirmando, em partes, as seguintes palavras: “É muito cedo para qualquer posição e seguiremos a orientação do ministro Mandeta [Ministro da Saúde].”
No Enem 2019 os pedidos de isenção, que acontecem antes do período de inscrição, tiveram início no dia 1º de abril. Já para o Enem 2020 ainda não teve divulgação do edital.
O Inep divulgou as primeiras informações sobre o Enem 2020 no ano passado. Para este ano foi anunciada como novidade a aplicação de provas digitais. De acordo com parte do cronograma que foi divulgado, as provas digitais devem ser aplicadas nos dias 11 e 18 de outubro, enquanto as provas tradicionais serão realizadas em 1º e 8 de novembro.
A expectativa do MEC é que até 50 mil estudantes de 15 capitais consigam fazer as provas por computadores.
ProUni e Fies 2020
No dia 18 de março o MEC anunciou a prorrogação do período das listas de espera do Programa Universidade Para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2020/1 em consequência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).
A medida foi tomada para que os estudantes não sejam prejudicados pelo fechamento da maioria das instituições de ensino ou das agências bancárias. O período das etapas de cada programa será prorrogado por tempo indeterminado até a normalização das atividades.