Mostra online exibe filmes nacionais dirigidos por mulheres

Desde o dia 12 de junho, está no ar a “Mostra Mulheres do Audiovisual”, promovida pelo Inffinito Film Festival (INFF). O evento digital e gratuito apresenta 25 longas e 13 curtas-metragens feitos por mulheres brasileiras.
Até o dia 13 de julho, todas as produções poderão ser assistidas pela internet, na plataforma inff.online. Os filmes passam em horários marcados e ficam disponíveis por quatro horas a partir da estreia. Além de clássicos dirigidos, produzidos ou escritos por mulheres, o festival ainda traz longas inéditos. Confira a seguir todos os títulos do festival:

Quero Botar Meu Bloco na Rua” Documentário inédito (2018)
Quero Botar Meu Bloco na Rua é uma jornada afetiva pela história dos blocos do carnaval de rua carioca, contando a saga desta manifestação popular que ultrapassa os séculos adaptando-se a toda sorte de transformações sociais, políticas, culturais ou econômicas do Brasil.
Direção de Adriana L. Dutra.

E Além de Tudo me Deixou Mudo o Violão” Drama inédito (2013)
A descoberta de um violão ajudará uma jovem estudante brasileira a enfrentar sua mãe inglesa com relação a álcool.
Direção de Anna Muylaert e Bárbara Alvarez.

”Reviver” Ficção inédita (2018)
O escritor Greg é contratado para escrever um roteiro sobre a artista desaparecida Maria Guaranis. Identificando-se com a artista, se perde no labirinto da criação.
Direção e roteiro de Patricia Niedermeier.

Campo Grande” Drama (2015)
Certa manhã, duas crianças são deixadas em frente à portaria de um prédio em Ipanema, sem nenhuma explicação a não ser um pedaço de papel com o nome e endereço de Regina, a dona da casa. Em nenhum momento as crianças duvidam que sua mãe voltará para buscá-las. Mas será que ela vai mesmo?
Direção e roteiro de Sandra Kogut.

Muitos Homens num Só” Drama (2015)
Rio de Janeiro, início do século 20. A ocupação de Dr. Antônio é se hospedar nos melhores hotéis da cidade e furtar pertences dos hóspedes. Sua vida muda ao conhecer Eva, mulher que abriu mão de seu dom para o desenho para se casar.
Direção de Mini Kerti.

Diário de uma Busca” Documentário (2010)
Flávia Castro reconstrói a história de vida e morte de seu pai, Celso Castro, um jornalista de esquerda, encontrado morto no apartamento de um ex-oficial nazista.
Direção e roteiro de Flávia Castro.

Mutum” Drama (2007)
Na companhia do irmão, Thiago precisa enfrentar lições de vida, violência e maturidade. Sua infância é lentamente deixada para trás, vivendo na mata escura e assustadora, mas também repleta de cumplicidade e brincadeiras.
Direção e roteiro de Sandra Kogut.

O Diabo a Quatro” Drama (2004)
O destino de quatro personagens se entrelaça dentro de poucos quarteirões de Copacabana. Dois homens e um menino estão apaixonados pela mesma mulher. Quatro esdrúxulos mosqueteiros na terra do cada um por si e Deus contra todos.

Direção de Alice Andrade. ”João, o Maestro” Drama (2017)
A história de um homem obstinado pela música e sua luta para que as limitações físicas não o impeçam de seguir sua vocação. Produção de Paula Barreto e Rômulo Marinho Jr.

A Mulher do Meu Marido” Comédia romântica (2019)
A Mulher do Meu Marido é uma comédia romântica cujo enredo gira em torno de dois casais que se envolvem amorosamente, o que dá origem a uma troca de casais involuntária. Uma divertida jornada de autoconhecimento na vida desses personagens. Produção de Paula Barreto.

O Casamento de Romeu e Julieta” Comédia romântica (2005)
Julieta, torcedora do Palmeiras, e Romeu, corintiano roxo, se apaixonam. O pai dela aceitaria qualquer genro, menos um torcedor do time rival. Para não perder Julieta, Romeu finge ser palmeirense. Quando a verdade vem à tona, Julieta e Romeu têm que enfrentar a fúria das famílias, fanáticas por times rivais.
Roteiro de Jandira Martini, Marcos Caruso e Mário Prata.

”Dona Flor e Seus Dois Maridos” Comédia (1976)
Depois que seu primeiro marido morre, Dona Flor se sente sozinha até encontrar um homem que lhe oferece segurança e estabilidade. Mas é o outro marido que ela realmente deseja e cujo fantasma os coloca em situações muito inesperadas.

”Ela Disse, Ele Disse” Comédia romântica (2019)
Rosa é uma menina estudiosa, Leo manda bem no futebol. Ela é pontual, ele está sempre atrasado. Os dois são alunos novos na escola e, além de aprender a lidar com os novos amigos e os problemas na família, descobrem que têm muito mais em comum do que imaginavam.
Direção de Cláudia Castro.

”Flores Raras” Drama (2013)
Baseado na história de amor real entre a poetisa americana Elizabeth Bishop e a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares. Ambientado em Petrópolis, nos anos de 1950 e 1960, a história coincide com o surgimento da Bossa Nova e a construção e inauguração da capital Brasília.
Roteiro de Carolina Kotscho e Matthew Chapman.

Quanto Tempo o Tempo Tem” Documentário (2016)
O documentário investiga as principais linhas de nossa consciência sobre o tempo e os entrevistados fazem uma profunda reflexão sobre a civilização e o futuro do tempo da existência humana.
Direção de Adriana L. Dutra.

”Gaijin II – Ama-me Como Sou” Drama (2005)
Em 1908, a jovem Titoe viaja do Japão para o Brasil com uma promessa: enriquecer e voltar em cinco anos. Mas a realidade é de poucas esperanças.
Direção e roteiro de Tizuka Yamasaki.

Como Ser Solteiro” Comédia (1998)
Cláudio é um jornalista com ares de intelectual e sem sorte com as mulheres. Ricardo é um perfeito Casanova, conhecedor de todos os truques para conquistar as garotas. Ricardo decide lhe ensinar os segredos da sedução.
Direção e roteiro de Rosane Svartman.

Desenrola” Comédia romântica (2011)
Priscila tem 16 anos e se acha uma garota normal demais. Quando sua mãe viaja a trabalho, ela decide que vai dar um jeito na sua caretice e vai fundo nessa ideia. Entre as muitas mudanças que pretende promover na sua vida, a virgindade parece ser uma das prioridades, mas será que a hora certa é agora?
Direção de Rosane Svartman