Nova temporada de Westworld estreou no último domingo

Dois anos após a estreia de sua última temporada, Westworld retornou à programação da HBO no último domingo, com novos personagens, uma Dolores obstinada em dominar a humanidade e mais detalhes sobre as falcatruas da Delos e o mundo corporativo da tecnologia.
Após tomar consciência de sua condição como anfitriã, Dolores Abernathy quer vingança. Ao longo da temporada, a personagem faz diversas alianças para chegar ao seu objetivo final: encontrar Glory, ou Além do Vale, mundo em que supostamente os anfitriões poderiam viver longe dos desmandos de visitantes humanos.
No caminho, entretanto, a fazendeira revolucionária descobre a Forja, local construído pela Delos onde são armazenados todos os dados dos visitantes de Westworld. Esse gigantesco banco de dados serve para que a empresa construa anfitriões com consciências semelhantes as dos visitantes, garantindo-lhes uma espécie de imortalidade.

Criação humana
Além disso, Dolores se dá conta de que Glory é um mundo virtual, uma criação humana e que, portanto, se chegasse até lá, poderia continuar sendo vigiada, manipulada e perseguida pelos agentes da Delos. Por isso, a personagem estabelece outra meta: não só dominar Westworld, mas também o mundo real.
Ela, então, cria um plano: transfere sua consciência para o corpo de uma anfitrã semelhante à Charlotte Hale, líder da Delos. Com isso, consegue se infiltrar no mundo real, onde encontra uma máquina de criar anfitriões e recria seu corpo original, para o qual transfere sua consciência. A terceira temporada deve responder quem está comandando o corpo do anfitrião de Hale e mostrar como Dolores tem se saído em sua missão de dominação mundial.
À procura de sua filha, Maeve atravessou muitos cenários para chegar a um triste fim. Mantendo o roteirista do parque Lee Sizemore como refém, a anfitriã segue em sua jornada atrás da pequena e acaba conhecendo o Shogun World, uma versão mais sanguinária de Westworld, que se passa no Período Edo da história japonesa. Em meio a ninjas e samurais, ela descobre um poder que vai definir sua sobrevivência no local: sua habilidade de controlar outros anfitriões, independentemente da língua ou simplesmente pela força do pensamento.
Assim, ela é capaz de abandonar o Shogun, onde também conheceu Akane, anfitriã que corresponde à sua personalidade no parque japonês. Maeve encontra sua filha em outro ambiente do parque, mas a pequena não a reconhece, pois foi adaptada à outra história, com outra mãe.
Mais tarde, Maeve se vê encurralada por uma batalha entre os agentes da Delos e a Nação Fantasma, sem sua filha. Sabemos que, então, a personagem foi reintroduzida ao jogo pelos engenheiros Felix e Sylvester. Imagens da terceira temporada mostram Maeve em um mundo inspirado na Alemanha Nazista da Segunda Guerra Mundial.

Bernard

O anfitrião de Arnold, engenheiro da Delos responsável por programar Dolores, passou por altos e baixos na segunda temporada. Mesmo com risco de pane por falta de líquido cerebral há todo o momento, Bernard conseguiu traçar e executar planos decisivos na narrativa da temporada.
O personagem foi responsável por matar Charlotte Hale e construiur sua cópia robô, na qual a consciência de Dolores foi inserida. Foi ele quem ajudou a anfitriã a abrir o portal de Glory e, logo depois, foi morto. Já no mundo real, Dolores o reconstruiu, insistindo que seria importante que ambos os anfitriões preservassem a espécie na nova realidade.