Plano prevê reabertura do comércio em Ribeirão em 15 de junho

Proposta estipula a retomada de bares e restaurante de Ribeirão Preto em 13 de julho; Confira no texto todas as datas e informações

A Prefeitura de Ribeirão Preto divulgou, nesta quinta-feira (21), o projeto de retomada de todos os setores que foram paralisados no final de março para a quarentena de combate ao novo coronavírus. 

 A proposta foi apresentada ao Governo de São Paulo através de videoconferência (clique aqui e veja mais). Vale ressaltar que o decreto do governador João Doria (PSDB) que determina a quarentena em todo o Estado de São Paulo fica em vigor até 31 de maio. Por isso, a retomada ocorre a partir de 1° de junho.

A estratégia do governo é ir aumentando a flexibilização em períodos de 14 dias. O comércio, por exemplo, só retorna em 15 de junho. Bares e restaurantes, em 13 de julho. A manutenção destas datas, no entanto, só vão ocorrer se a cidade conseguir manter sob controle a pandemia do novo coronavírus (veja todas as datas abaixo).
 
As informações serão repassadas o governador no dia 25 de maio, em reunião do Conselho Municipalista. Cabe ao governador autorizar as cidades seguirem adiante com seus planos para flexibilizar a quarentena.

Confira o programa de retomada das atividades:

1º DE JUNHO:
– Começa a primeira etapa de retomada, que mantém os setores anteriores e inclui higiene e cuidados pessoais (clínicas de estética, clínicas de podologia, barbeiros, cabeleireiros e similares), além de oficinas de costura e lojas de aviamento e similares (para venda exclusiva de tecidos).

15 DE JUNHO:
– Acrescentam-se os estabelecimentos comerciais e de serviços com área de venda igual ou inferior a 800 m², inclusive as lojas em shoppings centers, obedecendo aos protocolos e regras específicas.

29 DE JUNHO:
– As escolas retornam às aulas.

13 DE JULHO:
– Será permitida a utilização de praças e outros locais públicos para a prática de esportes e atividades lúdicas, parques e praças, consumo local em bares, restaurantes, padarias, lojas de conveniência e supermercados. Ainda serão liberados nesta data: Feiras, clubes, cinemas, teatros, academias, museus, bibliotecas, atividades culturais, de lazer e esportivas coletivas e similares; shows, boates, pubs, festas públicas e particulares, exposições, jogos, leilões e reuniões sociais

Fonte: www.acidadeon.com.br