Polícia Civil apreende vários tratores e caminhão furtados

Máquinas agricolas recuperadas pela polícia

A Polícia Civil de Ituverava, em operação realizada no final de semana, apreendeu seis tratores e um caminhão que haviam sido furtados ou roubados em propriedades rurais na região.
Há alguns meses, a equipe do delegado de Polícia de Ituverava, João Paulo de Oliveira Marques deu início a uma investigação para tentar identificar uma quadrilha especializada em furtos e roubos de máquinas agrícolas que age na região de Franca.
No último final de semana, em uma grande operação, policiais de Ituverava e Guará saíram a campo para averiguar denúncias de possíveis locais onde as máquinas estariam escondidas, e encontraram cinco tratores, alguns em uma plantação de cana no município de Guará.
De acordo com o delegado, dois dos tratores estavam próximos a um sítio a 6 quilômetros da cidade e outros dois a 18 quilômetros, perto de uma região conhecida como Bocaina.
“Um quinto veículo, que também seria produto de furto, estava em meio a um plantio de soja e local de difícil acesso. A vítima do trator marca Valtra 1780 é da cidade de Ituverava”, afirma.
O sexto trator estava em outra propriedade entre Guará e Ituverava, onde foi encontrado o caminhão. “Descobrimos que um dos tratores foi roubado de forma violenta em Jaboticabal. Também apuramos que outros três tratores foram furtados de propriedades em Restinga, Ituverava e Miguelópolis”, disse João Paulo.

Quadrilha

O delegado também acredita que a quadrilha é organizada com os integrantes executando funções diferentes. “Nós já temos informações que é um grupo criminoso que organizadamente distribui tarefas, onde alguns participam do furto e outros ficam responsáveis por esconder os produtos roubados, para comercializar e remeter para outros estados”, explicou o delegado João Paulo de Oliveira Marques.
Após a apreensão das máquinas agrícolas, as investigações prosseguem com a finalidade de identificar os envolvidos no esquema, quem furta e quem faz a receptação. As denúncias são importantes e podem ajudar na identificação e prisão dos criminosos, e podem ser feitas pelo telefone 3729-4128 ou pelo disque-denúncia da Polícia Civil, no número 197.