Prefeitura declara estado de calamidade pública devido ao coronavírus

Diversas medidas de prevenção serão adotadas a partir da próxima segunda-feira, 23 de março

Por conta da pandemia da Covid-19 (novo coronavírus), a Prefeitura de Ituverava declarou neste sábado, 21 de março, por meio de decreto, estado de calamidade pública. Com isso, a administração municipal determinou que seja adotada uma série de medidas preventivas, válidas a partir da próxima segunda-feira, dia 23.
O decreto foi elaborado após reunião realizada na Prefeitura, com participação da prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado, do vice-prefeito Alcides Antônio Maciel Júnior, de secretários municipais, da equipe da saúde, do Ministério Público, da Polícia Militar, da Associação Comercial e Industrial de Ituverava (ACII), de sindicatos e do Tiro de Guerra.
Segundo o decreto, que segue orientações da Organização Mundial de Saúde e do Governo do Estado de São Paulo, será suspenso, por um período de 15 dias, o atendimento presencial de todos os estabelecimentos comerciais do município, com exceção de hospitais, clínicas médicas, odontológicas e veterinárias, farmácias, supermercados, postos de combustível, padarias, açougues e serviços de entrega domiciliar de qualquer natureza. Serviços de limpeza pública e privada também continuam funcionando normalmente.
O decreto ainda determina que os estabelecimentos que seguem abertos deverão tomar algumas medidas preventivas, como intensificar as ações de limpeza, disponibilizar álcool em gel aos seus clientes e promover medidas que controlem o fluxo de pessoas, restringindo acesso para evitar aglomeração e manter uma distância de ao menos dois metros entre as pessoas.
Também fica restringida a circulação nas vias e locais públicos de toda a população com aglomeração com mais de dez pessoas, inclusive em estabelecimentos fechados ou em áreas abertas. O não cumprimento dessas determinações a partir da próxima segunda-feira, 23 de março, resultará em penalidades. O decreto ainda permite que as medidas sejam reavaliadas a qualquer momento ou que tenham seu prazo estendido.

Orientações
Para explicar sobre o decreto, a prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado e o vice-prefeito Alcides Antônio Maciel Júnior divulgaram, nas redes sociais, um vídeo sobre o assunto. “Esse é um momento em que todos devem ficar em casa. Precisamos nos resguardar, trabalhar com prevenção e entender que essas medidas podem parecer drásticas, mas elas são necessárias para o bem-estar de nossa comunidade”, disse a prefeita Adriana.
“Diante dessa situação, todo cuidado é pouco. Temos que aprender a evitar certos contatos, como abraçar e beijar, e devemos ficar atentos aos sintomas da doença, buscando atendimento médico imediato caso eles apareçam”, completa o vice-prefeito Alcidão.