Recomeça o recadastramento biométrico obrigatório dia 4

Cartório Eleitoral de Ituverava convoca eleitores que não fizeram cadastro biométrico  

Foto de arquivo de recadastramento biométrico no Cartório Eleitoral de Ituverava

Na próxima segunda-feira, 4 de fevereiro, recomeça o recadastramento biométrico obrigatório dos eleitores de Ituverava. Os atendimentos serão feitos, preferencialmente, por ordem de agendamento que estará disponível no site do Tribunal Regional Eleitoral – www.tre-sp.jus.br ou pelos telefones do Cartório Eleitoral (16) 3839-3103 e 3729-2745, das 12h às 18h.
De acordo com o chefe do Cartório Eleitoral de Ituverava, Luciano de Melo Beneli, o eleitor que comparecer diretamente ao cartório também será atendido, respeitando a preferência de atendimento dos agendados e também o limite diário de atendimento, que será controlado mediante a distribuição de senhas.
Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral, o Colégio Eleitoral de Ituverava é de 29.861 eleitores, no entanto, apenas 14.318 fizeram a biometria. Desta forma, 15.543 terão até o dia 19 de dezembro deste ano para fazer o recadastramento, sob pena de cancelamento do título.

Cancelamento do título
O eleitor que tiver o título cancelado sofrerá, dentre outras consequências legais, a proibição de votar nas próximas eleições, obter empréstimos em bancos públicos, renovar matrícula em estabelecimento oficial de ensino, obter passaporte, inscrever-se em concurso público, etc.
“Mais da metade do eleitorado ainda não fez a biometria em Ituverava. Desta forma, quem deixar para os últimos meses irá enfrentar grandes filas e, muito provavelmente, sequer conseguirá atendimento, em razão da limitação do cartório. Portanto, fica o alerta para quem ainda não passou pela biometria, fazer o agendamento ou comparecer o mais rápido possível ao cartório e evitar os prejuízos decorrentes do cancelamento do título”, alerta Beneli.

O que é a biometria?
O recadastramento biométrico é o processo de atualização dos dados constantes do cadastro eleitoral, com o objetivo de implantar a identificação de cada eleitor através de impressão digital e fotografia. A Justiça Eleitoral adotou a biometria para garantir ainda mais segurança ao processo eleitoral. A implantação no país vem sendo gradual, já que é necessário convocar todo o eleitorado para a revisão biométrica.
“A zona que tiver todo o seu eleitorado recadastrado biometricamente estará apta a, na eleição seguinte à revisão, utilizar urna equipada com identificação biométrica, que somente é liberada para o voto após o reconhecimento das digitais do eleitor”, informa o chefe do cartório.
O equipamento utilizado no processo de biometria, denominado de “Kit Bio” é composto de máquina fotográfica, leitor de digitais, maleta de transporte e cenário (painel de fundo para foto e assento).
Com o equipamento, a equipe realizará a coleta das impressões digitais, além de fazer a fotografia dos eleitores de maneira rápida e fácil. “Um escâner de altíssima resolução permite uma leitura de qualidade das impressões digitais e um programa de computador faz o controle de qualidade automaticamente”, explica Luciano.

Documentação necessária 

Para o recadastramento, o eleitor precisa apresentar um documento original (RG, CNH, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento ou de Casamento), o título eleitoral (se tiver) e um comprovante de residência atual (emitido nos 3 meses anteriores ao atendimento).
Serão aceitos os seguintes comprovantes: Conta de luz, água, telefone, bancária ou envelopes de correspondência; Holerite ou talão de cheque bancário; Contrato de locação, ou qualquer outro documento que comprove que o eleitor resida ou tenha vínculo profissional ou patrimonial com o município. O Cartório Eleitoral funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, na Rua Capitão Florindo José da Silva, 1374, Cidade Universitária. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 3839-3103 ou 3729-2745.