Santa Casa inicia projeto para setor de Oncologia

Autoridades discutem a instalação do sertor de Oncologia

Inicialmente o setor de Oncologia será onde funcionava o antigo Centro de Hemodiálise da Santa Casa 

Na última quinta-feira, 12, o presidente da Santa Casa de Misericórdia de Ituverava, Luiz Carlos Rodrigues (“Busa”) se reuniu com a prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado, para solicitar o apoio do Poder Público para o projeto de instalação de um setor de Oncologia na Santa Casa de Ituverava.
A reunião foi na instituição de saúde e também participarão o vice-prefeito e secretário de Saúde, Dr. Alcides Antônio Maciel Júnior; os secretários de Indústria e Comércio – Luciano Chaebub Rodrigues (“Lolô”); Meio Ambiente e Recursos Hídricos – Alberto de Faria Pereira, e o advogado Marcelo Martins de Castro Perez; a administradora e o tesoureiro da Santa Casa, Cláudia Maria Carrera Frata e Bruno Baldo Filho.
Inicialmente, o setor de Oncologia será instalado onde funcionava o antigo Centro de Hemodiálise, e construído em grande parte, com recursos próprios da instituição de saúde.

Tratamento quimioterápico
De acordo com o projeto, um dos serviços oferecidos nela será o tratamento quimioterápico. “No entanto, esse tipo de tratamento será disponibilizado apenas através de convênio médico, pois para pacientes do SUS, é necessário que o setor seja credenciado, um procedimento que ainda não é feito pela Santa Casa no momento”, afirma a administradora da Santa Casa.
“O SUS tem regras, e hoje, como já possuímos Franca e Barretos como referências na área, não temos como fazer. Entretanto, a ideia é que futuramente o tratamento seja estendido para todos. Vamos trabalhar para isso”, observa.
Ainda segundo Cláudia Frata, a princípio não será necessária a aquisição de novos equipamentos, uma vez que a Santa Casa dispõe de moderna aparelhagemOP. “No futuro haverá a possibilidade de investimento nessa área, com a aquisição de um acelerador linear para o tratamento de radioterapia. No entanto, projetamos para após a construção do novo prédio da nova Santa Casa de Ituverava, que contará com uma Unidade de Oncologia”.

Investimentos
Devido à diversidade de serviços, a ala de Oncologia vai exigir investimento em um novo corpo clínico, reunindo uma equipe de oncologistas clínicos altamente especializados. “Precisamos de profissionais especializados em Oncologia, entretanto, entramos em contato com o Centro de Tratamento Oncológico (CTO), de Ribeirão Preto, para onde a Unimed encaminha os pacientes, e eles ficarão responsáveis pela cobertura profissional. Outros profissionais, como enfermeiros, que já atuam na Santa Casa de Ituverava, serão devidamente treinados”, adianta.

Nova ala da Santa Casa deve ser instalada com recursos próprios 

Segundo a instituição de saúde, grande parte dos recursos para viabilização do empreendimento, deve, ser da própria Santa Casa. “A Unimed sinalizou estar empenhada em participar com alguns investimentos para viabilizar a nova ala. A cooperativa aguarda somente a conclusão do projeto arquitetônico de readequação da área.
“Quanto mais próximo o paciente estiver do tratamento, menor é a dor. Principalmente em se tratando de uma doença tão dolorosa, como o câncer. O paciente contando com um setor de Oncologia em Ituverava, evita a viagens e o riscos que ela proporciona, além de permitir que as famílias possam acompanhar e oferecer mais apoio”, afirma a coodrenadora.
“A Santa Casa de Ituverava tem sempre como objetivo, oferecer novos serviços que a população necessita, e com o projeto da nova ala de Oncologia, buscamos ampliar a área de atuação e atender à demanda, pois há previsão de aumento da incidência de casos de câncer no Brasil”, conclui a administradora da Santa Casa, Cláudia Frata.

Novo serviço
O presidente da Santa Casa, Luiz Carlos Rodrigues fala sobre o novo projeto. “A Santa Casa de Ituverava tem se desenvolvido nos últimos anos, e a base para isso, é a ampliação e criação de novos serviços”, afirma.
“Nos reunimos coma prefeita Adriana, para dar o pontapé inicial em mais um empreendimento – o novo setor de Oncologia -, uma área de alta complexidade que vai depender de toda a sociedade e, principalmente, do Poder Público”, destaca Busa.
“É um investimento que está sendo planejado a médio prazo, por isso nos encontramos com a prefeita, para apresentá-lo, discutir todos os pontos pertinentes e solicitar o apoio e parceria da administração pública, para encontrarmos a melhor forma de dar andamento ao projeto”, afirma o presidente.

Excelente infraestrutura 

Ainda segundo ele, o aumento do número de casos, reforça a ideia de investir na área e a proposta de criar um setor específico para o tratamento oncológico, uma vez que que a Santa Casa de Ituverava dispõe de uma excelente infraestrutura. “Também contamos com o reconhecimento não só da população, mas de vários munícipios pelos serviços prestados. Além do mais, Ituverava se encontra em uma posição geográfica favorável, próxima a cidades que são referência na área da saúde, como Ribeirão Preto, Franca e Barretos”, observa.
“É um projeto ousado, de grande magnitude, porém só conseguiremos colocá-lo em prática com o apoio do Poder Público, já que a área da Saúde é municipalizada, tendo como gestor a prefeitura, enquanto a Santa Casa ocupa a posição de prestadora de serviços. Sendo assim, dependemos do pacto federativo, que se refere aos recursos federais, estaduais e municipais”, completa o presidente da instituição de saúde, Luiz Carlos Rodrigues (“Busa”).