Secretário de Educação diz que creches e escolas seguem fechadas até maio

Através de live no facebook do Portal GCN, o Secretário de Educação de Franca, Edgar Ajax, anunciou a decisão

O Secretário de Educação de Franca, Edgar Ajax, disse na noite deste domingo, 29, durante live transmitida pela página do portal GCN no Facebook, que as escolas municipais devem permanecer paralisadas devido até maio. A rede estadual também deverá seguir a mesma linha.“O decreto do prefeito (Gilson de Souza) vai até o dia 7 de abril e depois será reavaliado, mas definimos que a paralisação na Secretaria de Educação vai continuar, emendando as férias. Até o dia sete é recesso, atendendo o decreto. Já a partir do dia 8 de abril será férias. Vamos antecipar as férias do começo ano que vem”, explicou o secretário. O objetivo é atender as recomendações de evitar aglomerações para combater o coronavírus. Inicialmente, o período de férias deve ser de 30 dias, o que levaria o retorno às aulas para meados de maio.

“Nos reunimos com o dirigente regional de ensino, Marcos Antonio Pereira do Amaral (o Diretor Marcos), e a decisão a princípio é a mesma para as duas redes. Ainda falta a confirmação do Estado, podendo ter pontos diferentes, mas a princípio as duas redes vão acatar essa decisão”, disse Ajax.Creches também seguem a mesma determinação das escolas, o que gera uma preocupação adicional para os sapateiros, já que as indústrias calçadistas poderão voltar a funcionar a partir do dia 8. “A prefeitura deixou uma unidade aberta para receber crianças que não tem lugar pra ficar, mas os próprios pais estão colaborando e estamos atendendo apenas 25 alunos”, disse Ajax. Segundo o secretário, isso demonstra a adesão da população ao isolamento e a preocupação de todos com as medidas de distanciamento social.

Na rede estadual, os alunos receberam atividades pedagógicas com orientação dos professores para desenvolveram em casa durante o recesso. “Para a rede municipal é mais difícil adotar o método pela faixa etária dos alunos dessas escolas”, explicou o secretário.

Fonte: www.gcn.net.br