Série de comédia “Avenue 5” é a mais nova aposta da HBO

Avenue 5 é uma das mais novas apostas da HBO para 2020. Com elenco de peso em uma mistura de comédia e ficção cientifica, é a primeira série criada por Armando Ianucci após o sucesso de Veep, e conta com a produção de Will Smith.
A trama tem como cenário principal a Avenue 5, uma “nave-cruzeiro” luxuosa e recreativa. Monitorada por uma base tecnológica na Terra, a embarcação conta com spas, aulas de ioga, restaurantes e cabines futurísticas. Sua única missão é dar a volta em Saturno em oito semanas. O que ninguém esperava é que, durante a viagem ao espaço, a nave sofreria um desvio drástico em seu percurso, recalculando seu retorno à Terra em três anos. A partir daí, o capitão Ryan Clark (Hugh Laurie) terá que lidar com a frustração dos passageiros e os desdobramentos do incidente.
Nos dois primeiros episódios da série, Avenue 5 nos apresenta seus personagens principais e o plano de fundo para o seu desenvolvimento. Além do capitão, temos Herman Judd (Josh Gad, de Frozen), o herdeiro rico e mimado da companhia, e sua assessora Iris (Suzy Nakamura, de Modern Family).
Os funcionários são representados por Matt Spencer (Zach Woods, de Caça-Fantasmas), chefe niilista de relações com os clientes; Billie McEvoy (Lenora Crichlow, de Doctor Who), a engenheira da embarcação; e Ray Mulcair (Nikki Amuka-Bird, de O Destino de Júpiter), responsável pela base tecnológica terrestre e que sofre com o forte delay para enviar e receber uma simples mensagem aos tripulantes.

Passageiros

Os passageiros são Karen Kelly (Rebecca Front, de The Thick of It), uma mulher ambiciosa capaz de fazer tudo para ter suas necessidades atendidas; o astronauta aposentado, alcoólatra e mulherengo Spike (Ethan Phillips, de Inside Llewyn Davis: Balada de um Homem Comum) e o casal “quase-divorciado” Doug e Mia (Kyle Bornheimer e Jessica St. Clair, ambos de Ela é Demais Pra Mim), que terão de aguentar mais um tempinho juntos para retornar ao planeta Terra.
Graças à falta de clichês, Avenue 5 provavelmente não demorará a conquistar telespectadores e fãs fiéis. O time talentoso de atores e o humor ácido da série, com piadas inteligentes feitas nos momentos certos, é a grande jogada. Há também uma pitada de ficção científica importante para o enredo, que o deixa menos caricato para o seu gênero, apesar das cores exageradas em seu cenário beirarem ao infantil.
À primeira vista, a série é um confort content amigável, mas não envolvente. É piadista, mas não gera muitas gargalhadas. Tem personagens carismáticos, mas ainda misteriosos para quem assiste. Será preciso esperar mais alguns episódios para saber se Avenue 5 vai engatar com algo marcante e consistente, e decolará rumo ao hall das comédias americanas consagradas.