Série Valley of the Boom retrata a ‘bolha da Internet’

Com tecnologias tão diferentes hoje em dia, é fácil esquecer que houve um tempo em que o disquete foi considerado um item super moderno e que as pessoas nem sabiam o que era internet.
É isso que nos lembra a Valley of the Boom, série sobre a bolha da internet no Vale do Silício na década de 1990. Misturando relatos dos próprios fundadores com história dramatizada por atores, a série conta a história de três empresas que trabalharam para criar o conceito de internet e acabaram transformando o mundo: a Netscape, o theglobe.com e a Pixelon.
Netscape seria como o Google que nós conhecemos hoje e foi a primeira a lançar um navegador comercial para competir com a Microsoft. O theglobe.com, antecessor do Facebook, foi criado para tornar possível conversar com qualquer pessoa do mundo com acesso à internet. Aliás, foram eles que criaram os ícones em conversas, que agora são chamados de “emojis”. Já a Pixelon era uma empresa de streaming de vídeo, algo parecido com o YouTube. O programa mostra a dificuldade que os fundadores tiveram em conseguir investimentos para as suas empresas por conta da especialidade delas. Mas quando a Netscape passa a ser cotada na bolsa de valores — mesmo com pouco tempo de existência e sem nenhum rendimento —, o mercado passa a ver a tecnologia como um grande potencial, mudando a maneira de se pensar na internet.

Vida Pessoal
Com um toque de comédia, a série aborda também a vida pessoal dos protagonistas. Um exemplo é Michael Fenne, da Pixelon, que é apresentado como um personagem extravagante que conta histórias malucas — que ninguém sabe se são verdade ou não.
Criada por Matthew Carnahan, responsável por produções como Dirt e House of Lies, a série conta com Bradley Whitford (The West Wing), Steve Zahn (Modern Family), Lamorne Morris (New Girl) e John Karma (Lady Bird) no elenco.
Composta por seis episódios exibidos semanalmente, Valley of the Boom estreou no canal NatGeo no dia em 19 de janeiro às 22h30.