Serviços digitais do Ministério da Economia chegam a 300

Serviços digitais: além da melhora no atendimento à população, a medida traz economia

Meta do Governo Federal é digitalizar 1 mil serviços públicos até o fim de 2020

O Ministério da Economia atingiu a marca de 300 serviços digitais que passaram a ser ofertados ao cidadão. De acordo com a pasta, além da melhora no atendimento à população, a medida traz economia.
Por meio do portal serviços.gov.br, o cidadão pode obter informações sobre saque do abono salarial, fazer declaração do Imposto de Renda, parcelar dívidas com o governo, agendar atendimento para tirar a Carteira de Trabalho, entre outros. Entre os principais serviços procurados estão os prestados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
De acordo com o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, a meta do Governo Federal é digitalizar 1 mil serviços públicos até o fim de 2020. “Os processos de desburocratização e de transformação digital serão decisivos para resgatar a confiança da sociedade nas instituições públicas”, diz Uebel.
Na última quinta-feira, 10 de julho, o INSS passou a ofertar quase 100% dos serviços eletronicamente, por meio do aplicativo Meu INSS, além do telefone 135.

Serviços

Segundo o órgão, 90 dos 96 serviços poderão ser acessados. A maioria já era oferecida e a última atualização será feita nesta semana, quando estarão disponíveis a solicitação do Seguro Desemprego do Pescador Artesanal, serviços sobre acordos internacionais previdenciários e a validação do Segurado Facultativo de Baixa Renda.
Por meio do Meu INSS, já são feitas solicitações de aposentadorias urbanas, salário-maternidade, agendamento de perícia, entre outros.
Nas agências do INSS ficarão serviços que só podem ser feitos de forma presencial, como perícia médica, prova de vida, avaliação social, vista ou carga de processos, devolução de documentos e outros cumprimentos de exigências.

Entenda como funciona e o que oferece o aplicativo Meu INSS

O aplicativo Meu INSS é um dos canais de contato online mais acessados por aposentados e pensionistas. Além de facilitar a comunicação com o Instituto, é partir desse recurso que os beneficiários podem ter acesso a maioria dos serviços que são oferecidos nas agências.
Com isso, o segurado pode poupar tempo, ter informações de forma mais rápida e na palma da mão, onde e quando precisar.
Entre os principais serviços disponíveis no Meu INSS, estão consultas a extratos ou processos, agendamentos, atualização de cadastro, dentre outros. Confira alguns dos principais serviços oferecidos pelo aplicativo:

Consulta de Extratos
Além do extrato previdenciário CNIS, o segurado pode consultar ou imprimir extratos de empréstimo consignado e Extratos de Imposto de Renda. Essas informações financeiras são essenciais para quem está pensando em solicitar um novo empréstimo, quer conferir a margem consignável disponível ou ainda precisa fazer a declaração do imposto de renda de um empréstimo anterior.

Atualização de dados cadastrais
Manter o cadastro em dia junto ao INSS, pode evitar bloqueios no benefício e outros tipos de problemas. Por isso, é muito importante sempre conferir se as informações de endereço e contato são os mais recentes.
Em caso de alteração de qualquer informação pessoal, como mudança de nome, por exemplo, o INSS deve ser informado imediatamente.
Essas atualizações podem ser realizadas direto pelo aplicativo Meu INSS. Se necessário apresentar qualquer documento ou comprovação, o Aposentado ou Pensionista deve ir até a agência mais próxima.

Solicitação de agendamentos
Agendamentos e requerimentos podem ser solicitados direto pelo app. Dessa forma, ainda que o atendimento seja realizado presencialmente, em uma das agências, é possível agilizar os processos.
Ao acessar o site ou o app, é importante ter em mãos dados como: número do benefício ou NIS (Número de Identificação Social). Assim, quando solicitado, basta informá-los.

Governo Estadual também tem investido em serviços online

Não é apenas o Governo Federal que tem investido em serviços online para a população. O Governo do Estado de São Paulo, por exemplo, já tornou possível renovar a carteira de motorista sem ir ao Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran). A facilidade está disponível em 85 cidades do Estado e pode ser solicitada pelo portal do Detran.
O serviço de renovação simplificada reaproveita a última coleta biométrica do cidadão: foto, assinatura e digitais, e emite automaticamente a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), sem envolver unidades de atendimento, modernizando o processo e reduzindo a demanda presencial.
Para receber o documento em casa, basta agendar os exames médico e psicotécnico no portal, ir à clínica e pagar a taxa de emissão e de envio pelos Correios. O valor total é de R$ 54,77.
Pode utilizar o benefício quem tem CNH vencida ou a vencer em 30 dias, com foto e em situação regular (não estar suspensa ou cassada). Se houver necessidade de alterar dados (nome de casado, endereço, entre outros), bem como de nova coleta biométrica, ou caso o sistema identifique algum impedimento, o processo deverá ser efetuado presencialmente.
O serviço vale para condutores das categorias A (moto), B (automóvel) e A/B. Juntas, elas representam 82% do total de 24 milhões de habilitações registradas no Estado. Já a renovação corresponde a mais de 50% dos serviços de CNH realizados nos postos do Detran. Ao todo, são cerca de 300 mil renovações mensais.

Simplificou

“Antes, o motorista tinha de se deslocar três vezes até uma unidade do Detran de São Paulo para confirmar os dados e a biometria, retornar com o laudo médico e, por fim, retirar o documento. Agora, isso acabou”, explica Jânio Loiola, diretor de Atendimento ao Cidadão do Detran.
O serviço online ainda não está disponível para Ituverava, mas a expectativa do Governo do Estado é que logo esteja para todos os municípios de São Paulo. A renovação de forma presencial continua sendo oferecida em todas as unidades do Detran do Estado, pois a Renovação Simplificada é um serviço opcional.

Governo de SP oferece abertura de empresas em até 24h no Estado

O Governador João Doria e a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, inauguraram nesta quinta-feira (25) a nova sede da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp), localizada no bairro da Lapa, capital paulista.
Durante a solenidade, o Governador João Doria anunciou que, a partir de hoje, será possível realizar a abertura de empresas de baixo risco em até 24 horas – no início do ano, a média era de 4 dias. O Governo de São Paulo prevê que até 2022 o empreendedor paulista consiga abrir sua empresa em 3 horas. “Hoje é um dia muito importante porque também estamos inaugurando a nova fase do desenvolvimento econômico no Estado, que irá melhorar o processo de abertura e fechamento de empresas. Oferecer a melhor experiência aos empreendedores é a nossa prioridade”, disse a secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.
O novo prédio da Jucesp conta com espaço moderno, novas instalações e processos modernizados, que incluem digitalização e otimização, com o objetivo de oferecer o melhor atendimento ao empreendedor. São 80 mil páginas que estão sendo digitalizadas por dia. Estas ações fazem parte do programa SP Sem Papel que reduz os custos e uso de espaços.

Mais serviços

A partir de hoje, também, a Junta Comercial oferece o serviço de certificação digital que funciona como uma assinatura eletrônica, para garantir que transações e outros serviços online tenham mais segurança e agilidade. Com todas essas medidas, o objetivo do governo paulista é absorver a complexidade dos processos e simplificar a vida do cidadão, transformando a Jucesp no “Poupatempo” do empresário e empreendedor paulista. Em breve, os serviços serão 100% digitais e integrados aos municípios do Estado.