Vacina conta a gripe será para idosos e profissionais de saúde

Desde que teve início dia 29 de março, a Campanha Nacional Contra a Gripe está tendo uma grande procura pela vacina em Ituverava, assim como os demais municípios do país. Em Ituverava, a campanha é coordenada pela Prefeitura e pela Secretaria da Saúde, através do setor de Vigilância Epidemiológica. Na semana passada, o município recebeu dois lotes da vacina, que foram disponibilizados para a população nos dias 23 e 26 de março e, se esgotaram em poucas horas.
Nessa semana, a Vigilância Epidemiológica recebeu um lote menor e, por isso, forma vacinados somente idosos da Vila Dignidade, Abrigo de Idosos “Takayuki Maeda”, acamados e funcionários do AME, Hospital e Maternidade “São Jorge” e Santa Casa de Misericórdia de Ituverava.

Novo lote
Está programado para a próxima semana, no dia 7 de abril, um novo lote da vacina, para os idosos, terão novamente um ponto exclusivo de vacinação, na EMEF “Rosa de Lima”, no pátio da escola ou através do drive-thru (lateral da escola), sem que haja a necessidade do idoso sair do veículo.
Além disso, também haverá vacinação no Centro de Saúde (exclusivo para profissionais da Saúde); Unidade de Saúda da Estação; Unidade de Saúde do Guanabara; Unidade de Saúde do Bicão; Unidade de Saúdo da Cohab; Unidade de Saúde do Benedito Trajano Borges; Unidade de Saúde de Aparecida do Salto; e Unidade de Saúde de São Benedito da Cachoeirinha.

Público alvo
A prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado fala sobre a fala sobre a vacinação. “Como a campanha foi antecipada, está tendo falta de vacinas em todos os municípios do país. Por isso, pedimos a compreensão da população e que o público-alvo esteja atento para não perder as datas e locais de vacinação. Vale lembrar que a vacina é o método mais seguro para se prevenir das complicações da Influenza”, explica a prefeita.

Próximas etapas

A partir do dia 16 de abril, a vacina será destinada para professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, e portadores de doenças crônicas
A última fase terá início dia 9 de maio, abrangendo crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes; mulheres que tiveram parto recente (puérperas), povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, presos, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos, que neste ano também fazem parte do grupo prioritário.