Vereadora reivindica realização ‘Operação Tapa Buracos’

No último final de semana a ACII realizou o curso de Operador de Empilhadeira 

A vereadora Andréa Fonseca Yamada Scotte

Na primeira sessão da Câmara Municipal de 2018, realizada terça-feira, 6 de fevereiro, a vereadora Andréa Fonseca Yamada Scotte apresentou duas indicações à prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado e à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanas.
Na primeira delas, a vereadora sugeriu que seja providenciado, com urgência, o recapeamento asfáltico nas ruas da cidade, com a realização da “Operação Tapa Buraco”.
“As fortes chuvas dos últimos dias deixaram como rastro buracos espalhados por várias regiões da cidade. Com isso, ruas de intenso movimento de carros, como por exemplo, a Avenida Orestes Quércia, estão com crateras abertas à espera de manutenção”, afirma Andréa.
“Crateras se espalham pela cidade, provocadas ou agravadas pela enxurrada e crescendo diante da falta de providências”, ressalta a vereadora.
Ainda de acordo com ela, “além do perigo para pedestres e ciclistas, motoristas têm sofrido com o problema no trânsito, pois o risco de acidentes aumenta com os buracos que variam de pequenos a enormes crateras espalhados por toda a cidade”.

Pavimentação
A vereadora também sugeriu que a Prefeitura e a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos deem continuidade à pavimentação asfáltica nos Jardim Tropical I e II.
“A pavimentação asfáltica nos nossos bairros é de suma importância, pois gera qualidade de vida e oportunizando a melhor trafegabilidade de veículos e pedestres”, afirma a vereadora.
“Nos locais em que a pavimentação não foi concluída, a população vem sofrendo com o período chuvoso, com acúmulo de águas nas vias, dificultando o ir e vir dos cidadãos, danificando veículos e motocicletas que diariamente transitam por essas vias, fazendo manobras perigosas, que podem ocasionar acidentes graves e danificação do patrimônio”, ressalta.
Ainda segundo ela, a poeira com passagem de veículos tem causado problemas respiratórios em crianças e idosos. “A melhor alternativa para resolver essa problemática é anulando os riscos ambientais ou, no mínimo, amenizar a situação com a aplicação de ações preventivas”, diz.
“Portanto, a conclusão da pavimentação nos bairros certamente irá amenizar as dificuldades da comunidade, embelezará a cidade e, sobretudo, valorizará os patrimônios residenciais”, completa.