ACII elege nova diretoria para o biênio 2021/2023

A sede da ACII em Ituverava e no destaque o novo presidente da entidade, Vicente Júnior

Vicente Paulo Vieira Júnior foi eleito novo presidente da entidade

A Associação Comercial Industrial de Ituverava (ACII) tem novo presidente. O empresário Vicente Paulo Vieira Júnior foi eleito, dia 11 de fevereiro, para administrar a entidade pelos próximos dois anos, de acordo com o estatuto da entidade.
Em entrevista concedida à Tribuna de Ituverava, o novo presidente fala sobre suas metas e propostas. “O cenário atual causado pela pandemia nos traz a missão de buscar meios legais para manter o comércio aberto, pois estamos a quase um ano enfrentando esse problema sério de saúde, que tem se tornado dia após dia um empecilho econômico e social também”, afirma.
“Acredito que o comércio, juntamente com o consumidor, tem trabalhando em prol do enfrentamento da pandemia, e nossos associados estão sendo orientados para que possamos trabalhar com segurança. A meta, nesse momento, é dar continuidade ao trabalho que foi realizado pela gestão passada”, observa.
“Estamos vivenciando um problema novo, do qual a nossa geração nunca havia enfrentado. Dessa forma, é importante trazer para o nosso lado pessoas que estão enfrentando esse problema desde o início, para que possamos somar e juntos encontrar soluções, pois o momento é conturbado e passa por mudanças constantes”, disse.

Desafios
Superar os efeitos da pandemia é, segundo ele, um dos principais desafios que a nova diretoria enfrentará neste início de mandato. “Nos últimos anos, a ACII implantou novas ferramentas e firmou parcerias para beneficiar seus associados. A missão dessa nova diretoria é manter esses serviços, que foram desenvolvidos pela gestão anterior e que renderam bons frutos. Também vamos buscar outras ferramentas aos associados”, destaca o presidente.
“Não tem como analisar o futuro sem apontarmos as dificuldades que a pandemia trouxe a classe empresarial. Esse novo cenário nos permite apenas dar um passo após o outro, mas é preciso entender que a prioridade no momento é manter empresas e empregos preservados”, observa.
“A ACII é uma entidade que representa a classe empresarial, que automaticamente reflete no trabalhador, pois empresas de portas fechadas não geram emprego e as consequências dessa situação serão catastróficas. Portanto, a entidade está buscando promover o equilíbrio para trabalhar com segurança nesse momento, tanto para o empresário e colaboradores, como também para os consumidores”, enfatiza.
“Para isso, também é necessária a conscientização diária das pessoas para evitar aglomerações e o consequente aumento de casos em Ituverava. Acredito que o comércio está fazendo a sua parte e oriento os consumidores para que cobrem as empresas que não estejam trabalhando corretamente”, recomenda Vicente Júnior.

Estratégias para driblar a crise na pandemia
Campanhas promocionais desenvolvidas ao longo do ano já se tornaram uma tradição em Ituverava. Contudo, com o advento da pandemia, a estratégia usada pela ACII para impulsionar as vendas teve que ser suspensa, assim como outras diversas ações, a fim evitar a propagação do coronavírus.
“É importante esclarecer que o momento não permite a realização de campanhas promocionais com cupom físico, como sempre foi realizado pela ACII. O contato com esse material durante a pandemia não oferece segurança, considerando que muitas pessoas estariam envolvidas, manuseando os cupons. Para tanto, estamos estudando meios para que possam nos resguardar sobre a veracidade do sorteio e ao mesmo tempo impulsionar as vendas dos nossos associados”, destaca.
Ainda com o propósito de ajudar no enfrentamento da pandemia, os comerciantes também tem reforçado as medidas para evitar a doença e garantir a segurança de todos, que incluem uso de máscaras e limitar o número de clientes dentro das lojas.
“Estamos quase completando um ano de pandemia e, nesse momento, o comércio vem adotando diariamente medidas que ajudam no combate a Covid-19, promovendo a higienização dos locais e o controle de consumidores dentro da empresa para evitar aglomerações. O uso de máscaras também virou rotina no ambiente empresarial”, ressalta o presidente.
E, mesmo defendendo a classe empresarial, peço que os consumidores cobrem das empresas as medidas caso não estejam sendo cumpridas, pois não podemos relaxar e, de forma alguma, permitir que uma empresa que esteja trabalhando de forma errada prejudique todo o comércio. O momento é de união de todos os setores de atividades, por isso precisamos adotar posturas mais rígidas, mostrar que o comércio está fazendo a sua parte e nos policiar diariamente”, afirma.

Desemprego
Sobre o que ele vê de mais problemático no comércio neste momento, é a falta de oportunidades de emprego. “Precisamos incentivar a geração de empregos no comércio. A ACII, através das gestões anteriores, lutou incansavelmente para que Ituverava se torne um polo industrial, pois com novas indústrias instaladas na cidade, poderemos potencializar a geração de empregos”, enfatiza Vicente Júnior.
“O polo industrial permitirá trazer grandes empresas para o município, que necessitarão de um grande volume de mão de obra. Desta forma, com a população empregada, o comércio e o setor de serviços serão beneficiados com o aumento do consumo da população”, observa.

Nova diretoria da Associação Comercial (2021-2023)

Diretoria executiva

Presidente: Vicente Paulo Vieira Júnior

Vice-Presidente: Rauno Luís Lupoli

1º Tesoureiro: Edelberto Diniz Costa

2º Tesoureiro: Marco Vinícius da Silva

1º Secretário: Marcelo Costa Teoro

2º Secretário: Fernando Marcondes

Conselho Deliberativo

João Gonçalves Couto Júnior

Cecília Correia de Menezes

Marcos Vinícius de Melo

Antônio Bechara Dias

David Carrer

Conselho Fiscal

Adriano Wakayama

Luiz Antônio Porto

Marcio R. Gonçalves Vieira

Diretores Setoriais

Industrial: Marcos Carlos Augusto

SCPC: Murilo Ortiz de Paula

Comercial: César Luiz Mendonça

Patrimônio: Wiston Ribeiro

Relações Públicas: Gerson Fontebassi
da Silva

Suplentes

Rafael Garcia Leonel

Wagner L. Mendonça Filho

Conselho Permanente
Romeu Barbosa

Jesus Cláudio Dias

Marco Vinícius da Silva

Roberto Mirandola

Eurípedes Matos de Souza

César Luis Mendonça

José Dirceu Tardelli Falleiros

João Batista Nogueira

Pedro César Galassi

Carlos Roberto dos Santos

Maria Helena Ferreira Maria Corrêa

Edelberto Diniz Costa

Vicente Paulo Vieira

Jurídico

Ednésio Geraldo P. Silva

Marcelo Martins de Castro Peres