Aprovado projeto que incentiva empreendedorismo em Ituverava

A vereadora Andréa Fonseca Yamada Scotte

Em sessão da Câmara Municipal realizada dia 14 de outubro, a vereadora Andréa Fonseca Yamada Scotte apresentou o Projeto de Lei 045/19, que dispõe sobre a obrigatoriedade da participação do Sebrae e Banco do Povo nas formaturas dos cursos profissionalizantes realizados pelo Fundo Social de Solidariedade.
O projeto, que foi aprovado por unanimidade, prevê que os órgãos ficarão responsáveis pela orientação aos formandos sobre todas as ferramentas que dispõem para que, novos empreendedores saiam da informalidade, consolidando a geração de renda em Ituverava.
Em sua justificativa a parlamentar afirma que, a iniciativa vai de encontro com a problemática que a cidade enfrenta em relação ao desemprego. “Algumas ideias criativas para a tentativa de amenizar a problemática, seria usar essas duas ferramentas importantíssimas que o município dispõe”, afirma.
“A participação do Sebrae e do Banco do Povo Paulista nas formaturas dos cursos oferecidos pela Escola Profissionalizante e pelo Fundo Social de Ituverava é de suma importância, pois despertaria o espírito de empreendedorismo que, as vezes, encontra-se adormecido em cada formando”, disse a vereadora.

Banco do Povo Paulista
Ainda de acordo com Andréa, o Banco do Povo Paulista (BPP), criado pelo governo do Estado de São Paulo, é um Programa de Microcrédito Produtivo que, representa outra ferramenta importantíssima que o município dispõe.
“Pois oferece microcrédito formal ou informal com juros de 0,35% ao mês. O cidadão pode viabilizar o desenvolvimento socioeconômico local, bem como gerar renda e empregos para o seu próprio negócio”, destaca.

Sebrae

“Já o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) é uma entidade sem fins lucrativos, que também atua como agente de capacitação e de promoção do desenvolvimento, criado para dar apoio aos pequenos negócios de todo o país”, completa a vereadora.