Ataque cibernético desliga portas automáticas de prisão nos EUA

O ataque atingiu todo o condado de Bernalillo, o mais populoso do Novo México

O centro de detenção de Bernalillo, nos Estados Unidos, sofreu um ataque cibernético de ransomware — um software malicioso que restringe o acesso ao sistema — no dia 5 de janeiro.

Todo o sistema da prisão do Novo México ficou fora do ar entre meia noite e cinco da manhã, desativando as câmeras de segurança, e mecanismos de abertura e fechamento das portas.

O banco de dados com informações sobre crimes e registro sobre os presos também ficou indisponível.
Por conta da ocorrência, todos os detentos foram mantidos em confinamento em suas celas e o acesso de visitantes foi suspenso.

Enquanto os técnicos tentavam normalizar a situação, os funcionários tiveram que usar as chaves para abrir e fechar manualmente as portas do presídio.

O ataque cibernético atingiu todo o condado de Bernalillo, o mais populoso do Novo México. Os bancos de dados do governo local também ficaram indisponíveis.

Por isso, todas as repartições públicas foram fechadas temporariamente.

Não foram divulgadas informações sobre os responsáveis pelo ataque, comprometimento de dados ou pedido de resgate. Cinco dias depois da invasão, apenas parte dos serviços foi retomada e a economia local sofre com os prejuízos.

Em comunicado, o governo informou que os serviços de emergência e segurança pública estão totalmente operacionais.

Fonte: revistaoeste.com