Autor ituveravense lança 10º livro no Rotary

“Larissa das Neves nas sombras de Bonfim” é a nova obra de Guilherme Cavallari Bueno (“Sô Dico”) 

Os escrítor Guilherme com os pais e o tio no lançamento do livro. No destaque com a presidente do Rotary

No dia 30 de janeiro, o escritor do escritor Guilherme Cavallari Bueno (“Sô Dico”), 20 anos, lançou seu 10º livro, no Rotary Club de Ituverava. A obra intitulada “Larissa das Neves nas sombras de Bonfim”, é a primeira parte de uma saga de terror e mistério que será composta por quatro livros.
Além da diretoria e membros do Rotary Club, também estiveram presentes os pais do escritor Mauro Bernardes Bueno e Joana Maria Cavallari Bueno, e o tio Flávio José Cavallari.
Segundo o autor, cada um dos livros será sob a ótica de um narrador diferente, fazendo com que o mistério da trama seja preservado. “A história conta o sumiço de três jovens no distrito imaginário de Bonfim, em Ituverava. O caso é investigado pela detetive Larissa das Neves e a história é recheada de elementos de fantasia como artefatos e objetos mágicos, poções, feitiços e feiticeiros”, afirma Guilherme.
“O livro trabalha com representatividade de minorias, pois a protagonista, Larissa das Neves, é uma mulher negra, e vários outros grupos de minorias serão representados ao decorrer da série”, ressalta.

Inspirações
Ainda segundo ele, os personagens mais notáveis têm suas personalidades inspiradas nas de pessoas conhecidas pelo escritor e possuem bordões que traduzem seus traços comportamentais.
“Além disso, a saga é ambientada em Ituverava, ressaltando a preocupação que tenho em dar voz à minha região e cidade desde o princípio de minha escrita”, observa.
“O distrito de Bonfim tem seu nome inspirado em Bonfim Paulista, sua configuração física é semelhante à de Canindé, em Aramina, e sua situação geográfica é igual à do distrito de Capivari da Mata, pertencente a Ituverava”, destaca.
O autor conta ainda que as inspirações para a história vieram do conto “O mistério de Marie Rogêt”, do autor estadunidense Edgar Allan Poe (no que se refere ao suspense); da saga Harry Potter, da britânica J.K. Rowling (magia e representatividade de minorias), e do seriado mexicano “Chaves” (bordões e cenas de humor).
“Ao longo da narrativa existem pistas sutis espalhadas por toda a história, exigindo de quem a lê a capacidade de unir as evidências para uma melhor compreensão do contexto”, enfatiza.

Lançamento no Rotary
O autor destaca a importância de fazer o lançamento do livro no Rotary Club. “Agradeço imensamente à equipe do Rotary Club, por ter me recebido com tamanha dedicação e respeito. Enfatizo o nome da presidente Eny Lucas Roma, responsável por grande parte da recepção, e da rotariana Vera Mariza Chaud, sempre empenhada em colaborar com os procedimentos de registro de minhas obras”, ressalta.
“Também agradeço à amiga Luciana Marra de Morais, revisora de meus trabalhos e a seus acompanhantes Waldir e Manuela, pela presença no lançamento. É impossível mencionar o nome de todos os presentes na ocasião e de todos os meus convidados, mas espero que eles também sintam a força deste meu agradecimento”, completa.

Dom de escritor
A presidente do Rotary Club de Ituverava, Eny Lucas Roma, fala sobre o lançamento. “Guilherme vem se destacando com seu dom de escritor, pois, através de seus livros, tem nos permitido grandes viagens sem tirarmos os pés do chão”, ressalta.
Após falar sobre a obra no Rotary Club, Sô Dico autografou e dedicou um livro à presidente do Rotary Club, Eny Lucas Roma.
“Foi uma noite bastante festiva, em que ele lançou o seu décimo livro e nos prometeu muito mais. Também homenageamos os rotarianos aniversariantes do mês de janeiro, em especial, Roberto Mirandola, que participou da reunião”, completa.

O autor

Guilherme Cavallari Bueno (“Sô Dico”), 20 anos, é autor de 10 livros e de 2 materiais didáticos. Ele, que cursa Engenharia Civil na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), é filho do empresário e agropecuarista Mauro Bernardes Bueno e Joana Maria Cavallari Bueno.