Bate-Bola

Volta a circular na Tribuna de Ituverava o Caderno de Esporte, e uma das seções mais lidas era o Bate-Bola e, neste retorno, nada mais emblemático que abrir a série com uma entrevista do hoje empresário, Maxwell Cove, que foi um dos grandes craques do futebol brasileiro, quando atuou como zagueiro em grandes equipes, como Sociedade Esportiva Palmeiras, Cruzeiros de Minas Gerais, entre outras.

Maxwell Cove

Idade: 62 anos
Nome da esposa: Vera Cleide de Trevizan Cove
Filhos: Victor Trevisan Cove e Vinícius Trevisan Cove
Profissão: Empresário (Squina 99)
Filiação: Antônio Cove e Amelinda Zanotim Cove
Onde nasceu: Ipuã

Já jogou futebol? Qual a posição? Em quais times?
Joguei como zagueiro no futebol profissional, de 1976 a 1993, em várias equipes do Brasil, entra elas, a Sociedade Esportiva Palmeiras, Cruzeiros de Minas Gerais, A.A. Internacional (Bebedouro), Botafogo Futebol Clube de Ribeirão Preto, Uberlândia Esporte Clube (MG), América, do Rio de Janeiro e Ituano Futebol Clube.
Tenho também um carinho enorme por São Joaquim da Barra, onde trabalhei como técnico da equipe e conquistamos o titulo do Campeonato Paulista Série B2, do ano de 1995.

Para qual time você torce? Por quê?
Tenho um carinho enorme pelo Botafogo de Ribeirão Preto, onde joguei como profissional, e foi uma bela fase na minha carreira.

Para qual time você jamais torceria? Dê três motivos. E para qual torceria em segundo lugar?
Jamais torceria pelo Comercial Futebol Clube, de Ribeirão Preto, pela grande rivalidade com o Botafogo, que existe até hoje. Mas meu clube do coração é Ituano Futebol Clube, onde conquistei um título da Segunda Divisão do Campeonato Paulista de 1989.
Qual foi o melhor jogador com quem jogou? Descreva um momento inesquecível do seu time. Joguei com o Dirceu Lopes, no Cruzeiro de Minas Gerais, que foi um dos maiores craques do futebol brasileiro. Também joguei no Palmeiras, com o não menos habilidosos, Mário Sérgio Pontes de Paiva, que faleceu precocemente dia 28 de novembro de 2016, no desastre aéreo que vitimou a equipe do Chapecoense. Ele viajava como repórter esportivo.

Qual a sua opinião sobre a parada do Campeonato Brasileiro devido a Copa América? Será importante ou prejudicial para as equipes?
Para algumas equipes será saudável para treinar e se preparar melhor para a s segunda fase do Brasileirão. Para outras, que estão em crescimento técnico, não será benéfico.

Quais os quatro principais cotados para conquistar o Campeonato Brasileiro deste ano? E rebaixados?
Em minha opinião são: Palmeiras, Flamengo, Santos, Internacional. Podem ser rebaixados Avaí, CSA, Vasco e Chapecoense.

Você considera o técnico Tite o ideal para comandar a Seleção Brasileira?
Acho que o Tite é um técnico vencedor, mas precisa simplificar mais suas palavras e atitudes.

Você prefere o sistema de competição por mata-mata, como no campeonato Paulista, ou por pontos corridos, como o Brasileirão? Por quê?
Prefiro por pontos corridos pois, acredito, que é mais justo e premia aquele que foi mais regular durante a competição.

Cite o nome completo de três torcedores de outros times, e mande um recado para eles.
Cito grandes amigos: Raul Paula Perez (Palmeirense), Roberto Carlos dos Santos (corintiano) e Odair Henrique dos Santos (corintiano), pessoas com quem tenho o privilégio de conviver e ótimos seres humanos. Não posso deixar de citar também o Dr. Luís Alves Ferreira Avezum, que é grande são-paulino, e uma pessoa do mais alto nível.