Brasil vence o Peru para seguir 100% nas Eliminatórias

Com alguns lances de qualidade técnica e escolhas táticas que lembraram os melhores tempos sob o comando de Tite, principalmente no primeiro tempo, a Seleção Brasileira venceu o Peru na quinta-feira, 9 de setembro, por 2 a 0, pela décima rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar.
Everton Ribeiro e Neymar fizeram os gols na Arena de Pernambuco, que não recebeu público. A vitória mantém o Brasil como líder isolado das Eliminatórias com 100% de aproveitamento em oito partidas.
Os próximos jogos da competição serão no próximo mês. Dia 7 de outubro, o Brasil enfrenta a Venezuela fora de casa e a seleção peruana recebe o Chile. Nessa data Fifa de outubro, o time de Neymar também terá desafios contra Colômbia (jogo atrasado da quinta rodada) e Uruguai, com previsão de público, na Arena da Amazônia.

Neymar
Neymar apagou a má imagem deixada no jogo contra o Chile e foi bem diante do Peru. Caçado, gerou três cartões amarelos de adversários só no primeiro tempo, criou cinco chances de gol (uma delas com assistência) e ainda fez o dele antes de mostrar o tanquinho para mostrar que está bem fisicamente.
Isso tudo no terceiro jogo da temporada depois das férias. Na etapa complementar o ritmo diminuiu, mas o serviço estava feito: é o maior artilheiro brasileiro da história das Eliminatórias.

Gabigol ainda falta
A bola chutada para o alto no primeiro lance do segundo tempo, o que poderia aumentar para 3 a 0 o placar, ajuda a explicar as razões de o camisa 9 ainda não estar totalmente à vontade na seleção.
Esforçado e solidário como dupla de Neymar, Gabigol não conseguiu finalizar nenhuma jogada para o gol e teve problemas para ajudar na fluidez da equipe — errou quase 20% de suas tentativas de passe. O momento é de crescimento e o desempenho é melhor do que já foi, mas ainda parece haver um caminho a ser percorrido.

Os gols

O primeiro gol do Brasil saiu aos 13 minutos do primeiro tempo. Neymar desarmou Santamaría pela esquerda num lance em que o Peru pediu falta e o árbitro não deu. O passe era para Gabigol, mas chegou em Everton Ribeiro para marcar.
O placar aumentou aos 39, quando Gabigol entrou pela direita e bateu. Everton Ribeiro teve a sobra, Santamaría desviou e Neymar concluiu.