CDHU assina convênio para a construção de 50 novas moradias em Rifaina

Imóveis são destinados a famílias com 1,5 a 5 salários mínimos; prefeitura fará a doação do terreno

Parceria foi firmada na tarde da última sexta-feira, 27 de junho, durante audiência entre o secretário da Habitação, Flavio Amary, e o prefeito Hugo César Lourenço

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), braço operacional da Secretaria de Estado da Habitação, e a prefeitura de Rifaina assinaram convênio para a produção de 50 moradias de interesse social no município. 

A parceria foi firmada na tarde da última sexta-feira, 27 de junho, durante audiência entre o secretário da Habitação, Flavio Amary, e o prefeito Hugo César Lourenço, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista. 

A reunião contou com a presença do presidente da CDHU, Reinaldo Iapequino, e de diretores da Companhia.

“É muito importante prosseguirmos com a produção de novas moradias no Estado para manter a economia ativa e atender as famílias mais necessitadas, diminuindo assim o déficit habitacional nos municípios”, explicou o secretário Flavio Amary.

O novo conjunto habitacional será viabilizado por meio da modalidade Nossa Casa-CDHU. 

A prefeitura doará à Companhia os lotes dos terrenos devidamente registrados em cartório de imóveis para a construção das moradias. 

Caberá à CDHU a elaboração do levantamento planialtimétrico do terreno e o credenciamento para selecionar as empresas que executarão o empreendimento. 

A construção será financiada pela Caixa Econômica Federal.

Para o presidente da CDHU, Reinaldo Iapequino, a assinatura de novos convênios faz parte de uma ampliação da atuação do governo do Estado.

“É muito importante que a gente tenha, dentro de um ambiente adverso, com a pandemia, a continuidade dos programas, das obras e a geração de empregos para que possamos mitigar os efeitos disso para a população mais carente”.

“Quero agradecer de coração a todo governo do Estado de São Paulo por esta oportunidade de levar mais conforto, mais casas para a nossa comunidade. É um

dia muito especial e muito feliz para mim por estar fazendo o bem para a minha cidade e levando qualidade de vida para a nossa população”, afirmou o prefeito de Rifaina, Hugo César Lourenço.

Os imóveis vão atender famílias com renda entre 1,5 e 5 salários mínimos. A Secretaria de Habitação concederá subsídios aos beneficiários conforme a renda familiar. 

Será possível contar ainda com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento habitacional. Desta forma, o valor das prestações ficará compatível com a capacidade de pagamento das famílias.

Fonte: www.jornaldafranca.com.br