Cia. Minaz inicia aulas do“Projeto Cantar” em Ituverava

Centro Espírita “Dona Angélica” onde é realizado o Projeto Cantar

Para se inscrever, basta procurar a sede do projeto no Centro Espírita “Dona Angélica”, das 18h às 19h, e falar com a Carla

O Projeto Cantar está de volta em Ituverava. A iniciativa desenvolvida pela Cia. Minaz de Ribeirão Preto oferece a oportunidade de iniciação de canto para crianças de 7 a 13 anos.
A música é matéria que, além de cumprir importante função sócio cultural, pode ser utilizada como um grande recurso didático e transformar a socialização de crianças em algo prazeroso e divertido.
Partindo desse pressuposto, o projeto tem como objetivo a criação e desenvolvimento de corais infantis em escolas ou instituições, levando crianças a ingressarem no vasto universo do canto, integrando-os e envolvendo-os em um trabalho conjunto propiciando através deles, novos conteúdos culturais e a “alfabetização musical”.
Através do canto, as crianças poderão também desenvolver o raciocínio e reflexos, percepção e atenção, além da colaboração entre os colegas no conjunto vocal. O desenvolvimento da voz proporcionará, além do aprendizado musical, a transformação na comunicação verbal e a exteriorização de emoções e sentimentos.
Inscrições
Para se inscrever, os interessados devem procurar a sede do Projeto Cantar em Ituverava, localizada no Centro Espírita Vicente de Paulo (“Dona Angélica”), à Rua Alberto Morgan de Aguiar Junior, 11 – Jardim das Acácias, das 18h às 19h, e falar com a Carla.
As aulas terão início na próxima segunda-feira, 1º de agosto, e serão administradas quinzenalmente. Os alunos serão divididos em duas turmas, em horários alternados: das 16h às 17h30 e das 18h às 19h30.
O ensaio/aula deverá ter duração de 1 hora ou 1 hora e 30 minutos, dependendo das características do grupo. Também serão promovidas reuniões semanais da equipe para planejamento, avaliação e direcionamento do trabalho.

Equipes

As aulas são coordenadas por equipes da Cia. Minaz que se dividem em atividades lúdicas, teóricas e ensaios, de acordo com o número e as faixas etárias de crianças do grupo. Os grupos podem ter até 40 integrantes.
As equipes são integradas por quatro ou cinco profissionais: regente, pianista e dois ou três monitores/professores, de acordo com o número de integrantes dos grupos e do número de diferentes faixas etárias.