Confira os melhores filmes infantis disponíveis este mês na Netflix

Com a saída dos títulos da Disney e da Pixar do catálogo da Netflix, a provedora de streaming viu alguns dos seus principais títulos infantis darem adeus. Mas são muitas as opções ainda para os pequenos se divertirem, aprenderem e até para, com a necessária liderança dos pais ou responsáveis, desenvolverem desde cedo algumas das mais bonitas e importantes noções de humanidade.
Pensando nisso, o site Canaltech elegeu os 10 dos melhores filmes direcionados para o público infantil que estão na plataforma. Confira:

Matilda
Começar a lista com um filme tão querido é sempre bom, ainda mais quando esse filme é dirigido de uma maneira que parece abraçar o espectador e por um sujeito que é igualmente apreciado.
O que Danny DeVito faz com o roteiro de Nicholas Kazan e Robin Swicord é, aliás, não somente de uma demonstração de carinho enorme pelo cinema, é de uma sinceridade com o livro de Roald Dahl que deixa Matilda com um ar de seriedade tão intenso que, felizmente, nada é condescendente com as crianças.
Ao mesmo tempo, o filme fica aberto para o encantamento dos adultos sem duvidar de suas inteligências. De quebra, ainda consegue ser engraçado.

Os Batutinhas
Essa turminha da pesada às vezes parece ter mais timing cômico do que muitos marmanjos. Mas a verdade é que Os Batutinhas é despretensioso e consegue divertir os pequenos especialmente por causa da identificação, visto que são personagens crianças vivendo a infância.
A direção é de Penelope Spheeris, que, um ano antes, havia lançado o engraçadíssimo Família Buscapé.

Pachamama
Talvez o filme mais diferente da lista, essa animação é uma coprodução entre França, Luxemburgo e Canadá e conta a história de um menino que vive em um vilarejo afastado de tudo.
No meio da Cordilheira dos Andes, o pequeno mantém vivo o sonho de se tornar xamã. Enfrentando aventuras e guiado pela direção cheia de carinho do argentino Juan Antin, Pachamama é uma ode à natureza, além de ser visualmente lindo.

As Aventuras de Paddington 2
As Aventuras de Paddington 2, junto ao primeiro (disponível no Amazon Prime Video), é, talvez, o que de melhor o cinema fez nos últimos muitos anos. Seja pela leveza com que trata as situações, seja pela naturalidade em apresentar um urso falante como um fato – sem que isso jamais seja contestado –, ou seja pelo enorme coração, o filme merece ser um dos filmes mais vistos para quem precisa aquecer o peito em dias complicados.
Claro que, se for possível, assistir ao primeiro anterior (de 1994), que é quase tão divertido quanto, pode ajudar um bocado.

Kung Fu Panda
O Dragão Guerreiro tem que enfrentar o selvagem Tai Lung enquanto o destino da China está em jogo. Mas quem é o Dragão Guerreiro? Em uma de suas melhores animações, a DreamWorks deu vida ao panda Po (originalmente dublado por Jack Black e na versão nacional por Lúcio Mauro Filho) que, aos poucos, vai se descobrindo junto a uma trupe que precisa ter uma paciência além dos limites. Mas e o Dragão Guerreiro? Estaria certo o manto sagrado ser entregue ao comilão Po, novato nas artes marciais?

Lego Batman: O Filme
Lego Batman: O Filme é a produção sobre o Homem-Morcego mais abarrotada de personagens e referências já realizada e, ainda assim, é uma das que conseguiram brincar com mais propriedade dentro do universo de Gotham.
Completa, a animação traz vilões clássicos de maneira colorida e muito (muito mesmo) humor. A animação não poupa quase nada, utilizando a cultura pop mundial e as marcas deixadas pelos tantos Bruces que já existiram para fundamentar um personagem essencialmente existencialista em subtexto, mas que diverte acima de tudo.

Space Jam: O Jogo do Século
Jogadores de basquete participando de filmes não é nenhuma novidade. Já tivemos Dennis Rodman, temos Shaquille O’Neal com frequência (no recente O Halloween do Hubie inclusive), mas, aqui, trata-se do maior, de Michael Jordan. E não é só! Junto a ele, alguns dos personagens mais queridos da história dos desenhos animados em uma aventura do bem contra o mal. Nela, os Looney Tunes buscam a ajuda do aposentado Jordan em uma tentativa desesperada de vencer uma partida de basquete e ganharem a liberdade.

Uma Aventura Lego
Com um tema musical chiclete, altamente viciante, o filme é dos mais divertidos da década. Na história, um trabalhador da construção civil, considerado o profetizado, um sujeito “especial”, é recrutado para se juntar a uma missão para impedir que um tirano maligno cole o universo em uma estagnação eterna. “Tudo é incrível.”
Ao menos por causa da música, será difícil não falar essa frase durante ou depois de assistir a Uma Aventura Lego.

Como Treinar o Seu Dragão
O primeiro filme da trilogia que é a obra-prima da DreamWorks acompanha um jovem viking aparentemente infeliz. Aspirante a caçador de dragões, o rapazinho acaba se tornando amigo do carismático Banguela. Assim, dá início à descoberta de um mundo totalmente novo, no qual as temidas criaturas podem ser muito mais do que ele e seu povo imaginava.
Como Treinar Seu Dragão é um filme sobre amizade, respeito, família e, especialmente, sobre o quanto as aparências podem enganar.

As animações do Studio Ghibli
‘Difícil indicar somente um título do Studio Ghibli. A Netflix conta com 21 deles e alguns são especialmente indicados para as crianças, como Ponyo: Uma Amizade que Veio do Mar e Meu Amigo Totoro.
Outros, como o fenomenal Princesa Mononoke são indicados para os que já completaram 12 anos de idade. De todo modo, são obras-primas que podem até não fazer rir com frequência ou não ter o humor de muitas das citadas, mas têm uma humanidade e uma força representativa maior do que tudo.