Editoras e autores disponibilizam downloads gratuitos de livros

E-books e umas das grandes alternativas

A pandemia do novo coronavírus fez com que pessoas em diversos países encarem a quarentena para não propagar o vírus. Como ficar em casa requer um tremendo esforço, as pessoas têm procurado alternativas, como fazer festas e festivais on-line. No mundo dos livros, as ações de disseminação da literatura têm mudado de figura.
A editora Intrínseca soltou nota em suas redes sociais afirmando que seus eventos foram cancelados e sorteios também estão suspensos, aconselhou que os leitores ficassem em suas casas. “Os livros são mais que boas companhias”, publicaram.
Se antes, eventos literários presenciais e sorteios estavam marcados, agora as opções são bate-papos e palestras virtuais com os autores. Hashtags que promovem a leitura também foram criadas e até contos temáticos sobre a epidemia estão sendo postados.
A hashtag #juntospelolivro, tem sido compartilhada e aderida por diferentes editoras que apoiam a causa do fomento à leitura. Diante da pandeia e do isolamento crescente, um dos posts da campanha traz os dizeres “Desculpe, Netflix. Se é para ficar em casa, prefiro os livros”.
Contribuição
A editora Harper Coolins no Brasil lançou a tag #FiqueEmCasaLeiaMais em seu Instagram. Através dela, a empresa afirma querer dar sua contribuição para os que se encontram sitiados em casa. Desde o dia 18 de março, uma programação de incentivo vem sendo feita, contendo live com autores, contação de histórias, leituras on-line e descontos em e-books.
Já a Tag Livros aproveitou o momento para dar dicas aos seus leitores de como ocupar o tempo de isolamento. O post levantou 6 opções de como estar pertinho dos livros nesses tempos. A primeira opção dada foi ler aquele livro de mais de 300 páginas, que você deixou pela metade.
Livros gratuitos
Algo que todo bom leitor adora é a possibilidade de obter um livro sem precisar colocar as mãos no bolso. Pois a L&PM Editores passou a encorajar as pessoas com obras virtuais sendo distribuídas sem custar nada ao consumidor.
Desde o dia 17 de março, um e-book está sendo disponibilizado gratuitamente por dia. Além disso, todas as obras digitais estão com 30% de desconto até o final de março no site da L&PM.
Na Editora Moinhos, três livros digitais foram disponibilizados de forma gratuita. Os títulos são: “A cidade do vento”, “A mulher faminta” e “Conversa de Jardim”. As obras estão nas plataformas Amazon, Google Play, iBooks, Kobo e Cultura.
Vendas na web Amazon
A empresa de vendas na web Amazon também tem sua cota de livros gratuitos disponíveis, entre os títulos estão clássicos da literatura, como Dom Casmurro, Hamlet e Macunaíma. A seleção conta ainda com livros que trazem temas atuais, como o feminismo, entre eles “Sejamos todos feministas”, de Chimamanda.
Por meio do selo Scielo, a Amazon ofertou recentemente diversos títulos que são resultados de pesquisas, ou seja, textos acadêmicos, que abrangem diferentes áreas.
A editora capixaba Pedregulho também está fazendo sua parte nesse momento de permanência coletiva em casa. Ela liberou sete e-books de forma gratuita. Entre os títulos estão os livros de contos “Lama”, de Marília Carreiro; “Calor: O outro”, de Getúlio Souza e “Labirinto Mínimo”, de Fernanda Tatagiba.
A lista também contém dois livros com a temática cultura, “Marcus Vinícius: A presença do mundo em mim”, de Erly Vieira, e “Jacarenema, a arena”, de Marcelo Sather. Todos os livros estão disponíveis na página da editora Pedregulho na plataforma Issuu.

Para crianças

A plataforma de áudio livros, Auti Books, liberou 10 histórias infantis gratuitamente. Para conseguir as versões em áudio e deixar a criançada mais calma nos dias de quarentena, basta usar o cupom ‘vamosajudar” na hora de finalizar a compra. O acesso e a aquisição podem ser feitos através do aplicativo para IOS ou Android e do site. Entre os títulos estão os clássicos “O Gato de Botas”, “Alibaba e os 40 ladrões” e “O Patinho Feio”.