Empresa de Franca compra ônibus mais seguro do mundo

O ônibus é um avião. O modelo é equipado com moderna tecnologia para evitar acidentes e pode assumir o controle em caso de pane humana. O sistema anticolisão e antitombamento faz do veículo o mais seguro do mundo. Câmeras e radares auxiliam o motorista e evitam a colisão com o carro que segue à frente ou a invasão da pista contrária. Poltronas leito e kit de entretenimento semelhante aos existentes em aeronaves garantem o conforto.
Foi o primeiro veículo equipado com ADAS (Advanced Driver Assistance Systems), sistema de auxílio ao motorista, vendido pela Scania no País. A Nena Viagens, de Franca, foi a compradora pioneira. A empresa investiu em torno de R$ 1 milhão. O sistema ADAS utiliza câmera e um radar instalados no para-brisa e no para-choque. Ele é dividido em três dispositivos independentes. O AEB (frenagem de emergência avançada) mede a distância e a velocidade relativa de qualquer veículo na pista para intervir e evitar acidentes. Para isso, utiliza os freios de serviço auxiliares e as trocas de marchas por meio da caixa automatizada, diminuindo o risco de colisões frontais. “Esta função funciona em três etapas quando detecta o obstáculo à frente: no primeiro, dá um aviso sonoro e vibra a poltrona. Se em 0,3 segundo o motorista não tomar providência, é iniciada a frenagem parcial. Se ainda assim o veículo perceber que não houve nenhum reação, o freio de serviço é acionado e iniciada a frenagem de 100%”, disse Cléber Biasi, gerente de negócios da Escandinavia.
O segundo componente de segurança é o LDW (aviso de saída de faixa) que faz a leituras da pista e avisa o motorista quando o ônibus “come a faixa” e invade o espaço ao lado. “Quando ocorre a invasão, o sistema faz vibrar a poltrona do motorista e liga o sinal sonoro para alertar que ele está fora de sua faixa e que tem que fazer a correção”. O terceiro item é o ACC (controle de cruzeiro adaptativo). Ele auxilia o condutor a manter um intervalo de distância constante em relação ao veículo à frente por meio do radar localizado no para-choque dianteiro. “O veículo também vem equipado com sistema que equilibra a suspensão em caso de manobra de emergência impedindo o tombamento”, finalizou o gerente.
Para o conforto dos passageiros, o ônibus é configurado com poltronas leito-total baseadas em trens de luxo da Europa, tomadas USB individuais, wi-fi,sistema de entretenimento com telas individuais com tecnologia touch screen, sistema de áudio para fone de ouvido, cortinas de separação entre as poltronas, geladeira, ar climatizado digital, calefação e frigobar. Também há espaços para mesas de jogos que são instaladas em ocasiões especiais. Segundo o empresário Ademir Sebastião Pedro de Souza, proprietário da Nena Viagens, o ônibus começará a operar no final deste mês. Em princípio, fará três viagens semanais para São Paulo e será usado nos finais de semana para viagens de turismo.

Ex-ministro de Dilma, hoje, aposta em vitória de Bolsonaro
Ex-ministro da Justiça de Dilma Rousseff e admirador declarado de Fernando Haddad, José Eduardo Cardozo anda pessimista com as chances de sucesso do correligionário.
Embora não vá admitir publicamente nem sob tortura, ele tem dito que, se o candidato petista fosse disputar o segundo turno contra Jair Bolsonaro, hoje, o capitão venceria.

 

Justiça condena candidato ao Senado pelo PT por jogo sujo

Candidato do PT ao Senado, Jilmar Tatto foi condenado pelo TRE-SP por propaganda impulsionada no Google de forma irregular contra o concorrente Ricardo Tripoli (PSDB).
Foram determinados a exclusão definitiva do material na internet e o pagamento de multa no valor de 20 000 reais.
O petista foi acusado de empregar, irregularmente, a palavra-chave “Ricardo Tripoli” para, por meio de publicidade paga, direcionar a pesquisa no Google para seu site. Tatto já tinha sido flagrado por fazer a mesma coisa com a concorrente Mara Gabrilli.

Alckmin perde a esperança em desistência de adversário
Geraldo Alckmin passou tempos sonhando com a possibilidade de Alvaro Dias, responsável por roubar votos dos tucanos no Sul do país, desistir de disputar a presidência.
A esperança acabou. Hoje, Alckmin não aposta mais um real que Dias abandonará o páreo.

 

 

 

Temer ameaça cortar repasse do ‘Mais Médicos’ a Cuba
Michel Temer mandou avisar a Miguel Díaz-Canel como pretende convencê-lo a quitar os 17,5 milhões de dólares que o governo cubano deve ao BNDES. A dinheirama se refere a parcelas em atraso do financiamento para a construção do porto de Mariel, erguido com recursos do banco de fomento brasileiro (diga-se Lula).
Se a conta não for acertada em breve, o Palácio do Planalto vai suspender o repasse dos milhões a Havana relativos ao “Mais Médicos”. Em vez de pagar os salários diretamente aos cubanos, o Brasil envia a grana ao governo daquele país, que fica com (a maior) parte dos recursos e se encarrega de remunerar os profissionais que trabalham por aqui.
Temer tratou do assunto com Dyogo Oliveira segunda-feira, 17 de setembro, e, em seguida, determinou que o Itamaraty entre no circuito e faça o recado chegar a Diaz-Canel. A pendência ainda não provocou rusgas significativas na relação Brasil-Cuba, mas tende a ganhar formas de crise internacional caso Havana insista em pendurar suas faturas no BNDES.

Abílio Diniz abre o cofre para João Doria
O empresário Abílio Diniz transferiu R$ 250 mil para a campanha de João Doria(PSDB) ao governo do estado de São Paulo. Com o depósito, a arrecadação do comitê de Doria já chega aos R$ 6,7 milhões.
Abílio é sogro de Luiz Felipe d’Avila, com quem Doria disputou as prévias tucanas para decidir quem seria o candidato da legenda ao governo paulista.