Fundação Educacional se prepara para volta às aulas presenciais

Fachada da Fundação Educacional de Ituverava

As escolas Nossa Senhora do Carmo (COC) e Van Gogh (Anglo) adotarão protocolos de segurança para volta às aulas a partir de 8 de setembro.
Um dos setores que rapidamente se adaptaram ao chamado “novo normal”, cenário após o fim do distanciamento social causado pela pandemia de Covid-19, é a Rede Particular de Ensino.
Os colégios mantidos pela Fundação Educacional de Ituverava – Nossa Senhora do Carmo (COC) e Van Gogh (Anglo) -, têm oferecido ensino remoto de qualidade, utilizando ferramentas de videoconferência, dentre outros recursos, pautados sempre em deliberações e pareceres de autoridades competentes.
Contudo, a direção da FE destaca que as instituições já estão se preparando para a volta às aulas presenciais a partir de 8 de setembro, seguindo as recomendações do Guia de Prevenção à Covid-19, desenvolvido pelo médico infectologista com Doutorado pelo Instituto Israelita Albert Einstein de Ensino e Pesquisa, Dr. Thiago Zinsly Sampaio Camargo, para proporcionar ampla segurança aos alunos e funcionários.

Protocolos de segurança
Além de uma forte campanha incentivando o uso de máscara, álcool em gel e a lavagem das mãos, existem inúmeros itens no protocolo de segurança que devem ser adotados e que já foram testados em diversos países que já retornaram com aulas presenciais.
Dentre os principais estão a desinfecção das salas de aula, aferição da temperatura corpórea de alunos e funcionários antes do início das aulas, tapete sanitizante para limpeza dos calçados nas entradas, oferta de álcool em gel em cada sala, lixeiras acionadas por pés, ventilação adequada nas salas de aula e espaçamento de carteiras, item de extrema segurança.
Por dispor de amplas salas, as escolas ainda disponibilizarão adesivos no chão para que o distanciamento seja obedecido em todos os espaços do campus, também haverá organização para o uso dos banheiros, pátios e espaços comuns.

Funcionamento do novo modelo de aulas

Com relação às dinâmicas das aulas, a direção da FE ressalta que serão realizadas avaliações diagnósticas, a fim de que sejam retomados os conteúdos que não ficaram bem fundamentados no período remoto, além do oferecimento de assistência para alunos no contraturno e também apoio psicopedagógico para minimizar os impactos que o isolamento social possa ter causado nos alunos.