Hamilton pode quebrar mais de dez recordes na F1 em 2021

Depois de faturar sétimo título na última temporada, piloto da Mercedes segue como o homem a ser batido na categoria em 2021

Lewis Hamilton encerrou 2020 empilhando recordes na Fórmula 1, incluindo o heptacampeonato mundial e o número absoluto de vitórias, pódios e pole positions. E agora, aos 36 anos e rumo à sua 15ª temporada na categoria em 2021, o piloto da Mercedes quer – e pode – alcançar e quebrar novas marcas, estabelecidas anteriormente por nomes como Michael Schumacher, Ayrton Senna e Sebastian Vettel.
Atualmente, Hamilton detém sete títulos mundiais, 95 vitórias, 165 pódios e 98 pole positions em 266 Grandes Prêmios disputados, mas não para por aí. Confira, abaixo, os 13 recordes que ainda faltam no currículo do heptacampeão.

Títulos absolutos
Em 2020, Hamilton se sagrou heptacampeão mundial ao conquistar a vitória no GP da Turquia, igualando o número de títulos de Michael Schumacher – maior campeão da história da Fórmula 1 até então.
No último ano de vigência do regulamento que estabeleceu a hegemonia de sua equipe, a Mercedes, o britânico é o favorito para faturar o campeonato, que pode consagrá-lo como o maior campeão de todos os tempos.
Títulos consecutivos
Entre 2017 e 2020, Hamilton faturou quatro títulos consecutivamente, encostando nas marcas de Juan Manuel Fangio (1954-1957) e Sebastian Vettel (2010-2013). Se vencer em 2021, a quinta conquista do heptacampeão da Mercedes igualará o feito de Schumacher, que entre 2000 e 2004, levou cinco campeonatos sucessivos com a Ferrari.

Voltas lideradas
O recorde pertence, atualmente, a Michael Schumacher, que liderou 5111 voltas na Fórmula 1. Porém, faltam apenas 13 para que Lewis Hamilton, com 5099, supere o primeiro heptacampeão – só no ano passado, o britânico se manteve na ponta do grid em 613 giros.

Vitórias consecutivas
Hamilton vem batendo na trave desta marca há, pelo menos, 7 anos. Até agora, o piloto a vencer mais provas consecutivamente é Sebastian Vettel, com nove triunfos na temporada de 2013 com a RBR.
Em 2020, o heptacampeão parou no número cinco, subindo no lugar mais alto do pódio entre os GPs de Eifel e do Bahrein.

Vitórias consecutivas em um único GP
O atual detentor desta marca é o maior ídolo de Hamilton, Ayrton Senna. O tricampeão brasileiro venceu cinco vezes consecutivas o GP de Mônaco, feito que lhe rendeu o apelido de “Rei de Mônaco”.
Coincidência ou não, o britânico da Mercedes também estabeleceu seu domínio em um território real, somando 4 triunfos sucessivos no GP da Espanha entre 2017 e 2020. Na temporada 2021, a etapa que pode sacramentar mais um recorde de Hamilton será realizada em 9 de maio.
Maior número de triunfos em uma única pista
O Circuito de Hungaroring, na Hungria, foi palco de alguns dos melhores momentos da carreira de Lewis Hamilton e também pode marcar outra conquista para o heptacampeão: a de maior número de vitórias em um único grande prêmio.
Se vencer a etapa de 2021, em 1º de agosto, o piloto da Mercedes conquistará sua nona vitória. Atualmente, ele está empatado com Schumacher, que faturou oito triunfos em Magny-Cours, na França. Além disso, Hamilton ainda pode conquistar neste ano suas oitavas vitórias nos GPs do Canadá e da Inglaterra.

Maior número de vitórias na temporada
Ninguém venceu tantas vezes em um único campeonato como Michael Schumacher e Sebastian Vettel, que conquistaram 13 triunfos, respectivamente, nos anos de 2004 e 2013. Porém, essa é mais uma marca que Hamilton terá a chance de repetir ou quebrar em 2021, com 23 etapas no calendário da F1.
No ano passado, o piloto da Mercedes venceu 11 das 17 provas da temporada, número que repetiu em 2019, 2018 e 2014, quando também faturou o título.

Grand chelems
O nome difícil identifica um feito raro de ser alcançado: quando um piloto conquista a pole position, faz a volta mais rápida e vence uma corrida liderando de ponta a ponta.
Hamilton, com seis grand chelems no currículo, está a dois do recorde cinquentenário de Jim Clark. No entanto, a tarefa não é tão simples: a última vez que o heptacampeão fez um grand chelem foi no GP de Abu Dhabi de 2019.

Barba, cabelo e bigode
O “hat trick” da Fórmula 1 envolve a pole, a vitória e a volta mais rápida da prova. O detentor da marca é Michael Schumacher, com 22. Porém, Hamilton não está muito atrás; com 18 hat tricks, o britânico precisa de apenas quatro destes – tendo conquistado três só em 2020, no GP da Hungria, no GP da Toscana e no GP de Portugal.

Pódios consecutivos
Hamilton já ultrapassou, em 2020, o recorde de pódios de Michael Schumacher. Agora, o britânico mira a marca do heptacampeão de pódios consecutivos; Schumacher terminou entre os três primeiros em 19 corridas de 2001 a 2002, enquanto Hamilton repetiu o feito em 16 etapas, entre 2014 e 2015.

Pole positions consecutivas
Outra marca que Hamilton pode conquistar em 2021 é a de pole positions consecutivas, cujo detentor atual é Ayrton Senna, que largou na frente em oito corridas sucessivas entre 1988 e 1989 com a McLaren.
O britânico da Mercedes, por sua vez, já repetiu o feito em sete ocasiões, na dominante temporada de 2015.

Pole positions em uma única pista
Hamilton divide com Senna a marca de maior número de pole positions conquistadas em um único circuito, com oito: no Autódromo Enzo e Dino Ferrari em Imola para o brasileiro, e no GP da Austrália para o britânico da Mercedes.
Em 21 de novembro, data para a qual está marcada a corrida desse ano em solo australiano, o heptacampeão tem a chance de quebrar mais uma marca de seu maior ídolo na categoria.

Mais poles em uma temporada

O recorde pertence, atualmente, a Sebastian Vettel, que faturou 15 pole positions nas 19 etapas da temporada de 2011 com a RBR. A marca pessoal de Hamilton é de 12, conquistadas em 2016; no último ano, o heptacampeão largou na ponta em dez das 17 corridas do campeonato.