Higienização correta de alimentos e produtos ajuda na prevenção à Covid-19

A higienização pode ser feita com um pano molhado em álcool 70% ou por uma solução com água sanitária

Entenda quais são as peculiaridades de cada item no momento de fazer a limpeza

Durante a pandemia do novo coronavírus, a higienização pessoal, de objetos e alimentos se tornou crucial para evitar a contaminação da doença. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a higienização das mãos é muito importante e ajuda no combate a várias doenças. Isso porque, a todo momento, somos expostos a germes, vírus e bactérias e se as mãos não forem higienizadas corretamente, as chances de contrair e propagar doenças, causadas por esses microrganismos, aumentam.
Devido a pandemia da Covid-19, é essencial seguir a recomendação de higienizar os animais de estimação. Caso seja necessário levar seu pet para passear, lembre-se de, após o passeio, limpar as patas com um pano molhado com água e sabão e seguir as medidas de higiene pessoal como deixar os sapatos para fora de casa até higienizá-los e lavar as mãos corretamente.
Quando um paciente infectado pelo vírus coloca a mão em qualquer embalagem ou alimento, eles correm o risco de ficarem contaminados. Em tempos de coronavírus, reforçar a higienização dos alimentos é essencial.
O hipoclorito de sódio (água sanitária) tem grande poder oxidante e é muito eficiente na higienização de frutas, verduras e legumes antes do consumo. A solução só pode ser usada quando diluída em água e é preciso observar se o produto tem registro do Ministério da Saúde.

Higienização adequada
Segundo o Ministério da Saúde, os passos para a higienização adequada de frutas e verduras, são: selecionar, retirando as folhas, parte e unidades deterioradas; lavar em água corrente os vegetais folhosos, folha a folha, e as frutas e legumes um a um; colocar de molho por 10 minutos em água clorada (1 colher de sopa de hipoclorito de sódio [2,5%] ou água sanitária – 2,0 a 2,5% – para 1 litro de água); enxaguar em água corrente os vegetais folhosos, folha a folha, as frutas e legumes um a um; e deixar secar naturalmente.
Se for utilizar água sanitária, esta deve conter apenas hipoclorito de sódio (NaClO) e água (H2O).
É importante ler o rótulo da embalagem e observar se há instruções de como diluir a água sanitária, pois algumas dessas substâncias podem não ser adequadas para a higienização de alimentos.

Limpeza de sacolas plásticas e embalagens
O novo Coronavírus pode viver por até 72 horas em superfícies plásticas, portanto, após ir ao supermercado ou farmácia, higienize as sacolas plásticas e as embalagens de cada produto, se possível, ainda do lado de fora de sua casa.
A higienização pode ser feita com um pano molhado em álcool 70% ou por uma solução com água sanitária (2,0 a 2,5%) – utilizar 1 colher de sopa para 1 litro de água.

Roupas e calçados que vieram de fora
Ao chegar em casa retire os sapatos, ainda do lado de fora. Retire as roupas ao entrar e as lave assim que possível, seguindo as orientações do fabricante.
Além de lavar as mãos quando chegar, também tome banho, se for possível, para que a higienização seja completa e os riscos de contaminação diminuam.

Higienização de máscaras e luvas de proteção
A higienização de máscaras de proteção deve ser feita quando a máscara estiver úmida ou após duas horas de utilização, que é o tempo máximo recomendado para uso. Separamos passo a passo de como higienizá-las.
Deixe a máscara de molho em uma solução com água sanitária em uma proporção de 10 ml (mais ou menos uma colher de sobremesa) para meio-litro de água, por cerca de 20 minutos.
Após a imersão, lavá-la com água corrente e sabão. Depois de seca, passe a máscara com ferro quente e acondicioná-la em saco plástico até o uso.

Higienização das superfícies da cozinha
As recomendações segundo o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) são: use luvas descartáveis ao limpar e desinfetar superfícies. As luvas devem ser descartadas após cada limpeza e após retirá-las, lavar as mãos com água e sabão.
Caso não tenha luvas descartáveis, lembre-se de higienizar as mãos após o contato com essas superfícies. Utilize desinfetantes próprios para cada tipo de superfície (lembrando que o produto deve conter cloro ou álcool 70%).
Objetos de aço inoxidável como alguns eletrodomésticos, utensílios de cozinha e panelas devem ser higienizados com água e sabão frequentemente, pois o novo Coronavírus pode sobreviver por até 72 horas nessas superfícies.

Limpeza de carnes e peixes
Segundo o CDC dos Estados Unidos, lavar carnes e peixes é um hábito que pode ser prejudicial à saúde, pois essas carnes podem conter bactérias que se propagam ao entrarem em contato com a água.
Os microrganismos que possam estar presentes nesses alimentos podem entrar em contato com as superfícies onde foram colocados e contaminar essas áreas e outros alimentos que venham a estar em cima dessas superfícies.

Higienização de caixas de leite
A higienização de caixas de leite e objetos de plástico deve ser feita com álcool líquido 70% ou água sanitária (2,0 a 2,5%) diluída em água (H2O). Outros limpadores que possuem cloro em sua composição, também são eficientes para a limpeza, é necessário observar as instruções de uso em cada embalagem.

Higienização do celular e aparelhos tecnológicos

Smartphones e outros aparelhos tecnológicos são capazes de acumular fungos, bactérias e vírus. Por ficarem em contato direto com a boca, nariz e olhos, áreas mucosas do nosso corpo, podem sim transmitir o coronavírus.
A higienização frequente do aparelho é essencial nesse momento. É recomendado que desconecte o aparelho de qualquer cabo, retire a capa protetora, fazendo sua higienização separadamente, e passe sob o aparelho um pano macio umedecido com álcool isopropílico 70% (próprio para produtos eletrônicos).