Ituveravense foi semifinalista do “ Jovens Embaixadores”

Como premiação, Thais Machado Rodrigues participou do English Immersion Program, em Brasília

Com apenas 18 anos, a universitária ituveravense Thais Machado Rodrigues tem se destacado no mundo acadêmico. No ano passado, ela foi uma das semifinalistas do Programa Jovens Embaixadores e, por conta disso, participou do English Immersion Program, em Brasília, durante seis dias, com todas as despesas pagas. Durante essa viagem, ela teve a oportunidade de conhecer a embaixada americana.
O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa de responsabilidade social da Embaixada dos Estados Unidos — em parceria com os setores público e privado em ambos os países — que beneficia, com uma viagem de três semanas nos Estados Unidos, alunos brasileiros da Rede Pública com excelente desempenho escolar, que falam inglês, que pertencem a classe socioeconômica menos favorecida, que têm perfil de liderança, que prestam serviço voluntário. O objetivo é aproximar os laços entre Brasil e Estados Unidos da América, além de valorizar e promover o fortalecimento da educação pública por meio desses jovens, transformando-os em modelos para seus colegas e a comunidade em que vivem.
Em entrevista concedida à Tribuna de Ituverava, ela fala sobre a experiência e sobre projetos que desenvolve na Universidade Federal de Lavras (UFLA), onde cursa o segundo ano de Direito. “Soube do Jovens Embaixadores através da professora Carla Paiva Barbosa, quando era aluna de inglês no CNA. Fiquei muito interessada e me informei melhor sobre programa para que pudesse atender a todas as exigências”, explica.

Trabalho voluntário
“Uma delas era desenvolver trabalho voluntário, então me propus a dar reforço escolar na disciplina de inglês na Escola Técnica ‘Professor José Ignácio de Azevedo Filho’ (ETEC), onde cursava o Ensino Médio. Além do trabalho voluntário, os avaliadores levaram em conta o desempenho escolar e o domínio da língua inglesa”, destaca.
Ao se tornar uma semifinalista do Jovens Embaixadores no ano de 2018, Thais foi credenciada para participar do English Immersion Program no ano seguinte, em Brasília. “Foram seis dias de muito aprendizado, em que conheci pessoas de todo o país e pratiquei bastante a língua inglesa, pois durante o evento não era permitido que falássemos português”, observa.

Conquista
Outra importante conquista de Thais foi uma vaga no curso de Direito, na Universidade Federal de Lavras (UFLA), por meio do Processo de Avaliação Seriada (PAS). “Conheci esse programa através de uma amiga da minha mãe, que me explicou como ele funcionava. Ao longo dos três anos do Ensino Médio, fiz as provas exigidas pelo PAS para que eu pudesse ingressar no Ensino Superior, após atingir a pontuação necessária”, destaca.
“Quando eu era mais nova, não sabia se seguiria carreira na Medicina ou no Direito. Porém, após começar a trabalhar no Fórum de Ituverava, graças à Guarda Mirim, percebi que o Direito era a área que mais me interessava. Então, busquei a aprovação nesse curso na UFLA, por meio do PAS”, diz.

Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Segundo ela, a universidade tem agregado muito à sua vida. “Temos muitas oportunidades nas universidades federais, que além de ensino de qualidade, professores capacitados e excelente estrutura, oferecem alojamento para os estudantes de baixa renda, atendimento médico, psicológico e odontológico, transporte e atividades artísticas”, destaca.
“Os alojamentos contam com água, luz e internet. Eles são bem organizados, têm porteiro e cada apartamento conta com quarto, sala, banheiro e cozinha. É uma excelente opção para aqueles que desejam cursar uma universidade federal, mas que não têm recursos para se manter em outra cidade”, enfatiza.
Outro benefício, segundo Thais, são ações como os programas de Iniciação Científica. “Através da IC, nós pesquisamos um tema que gostamos, desenvolvemos hipóteses e relatamos nossos avanços em relatórios e trabalhos acadêmicos. Em contrapartida, recebemos uma bolsa mensal em dinheiro”, enfatiza.

Jovem ressalta papel da ETEC e da Guarda Mirim em sua vida

Segundo Thais Machado Rodrigues, estudante de Direito na UFLA, a Escola Técnica “Professor José Ignácio de Azevedo Filho” (ETEC) e a Guarda Mirim foram fundamentais para importantes conquistas de sua vida estudantil.
“A ETEC teve grande importância por contar com ótimos professores e oferecer simulados mensais. Foi graças a isso que consegui me preparar para as provas exigidas pelo PAS, sendo o Enem a última delas”, relata.
“Já a Guarda Mirim teve um papel relevante por conta do conhecimento que me agregou através do curso Jovem Aprendiz e pelas oportunidades profissionais que me ofereceu, em especial no Fórum de Ituverava, onde tive certeza de que realmente queria seguir carreira na área jurídica”, completa.
Educação
A jovem ituveravense sempre estudou em instituições públicas, começando pela Escola Municipal de Educação Infantil “João Antônio Macedo”, Escola Municipal de Ensino Fundamental “Moacir França”, Escola Municipal de Ensino Fundamental “Professor Antônio Josino de Andrade”, Escola Municipal de Ensino Fundamental “Humberto França” e Escola Técnica “Professor José Ignácio de Azevedo Filho”. Thais foi aprendiz na Guarda Mirim de 2017 a 2019 e professora voluntária de inglês na ETEC.
Além do Fórum de Ituverava, ela trabalhou no Posto de Saúde do Jardim Guanabara, no Projeto Guri e no setor de Recursos Humanos da Prefeitura de Ituverava. Também frequentou o Rotaract Club de Ituverava.

Exemplo
A estudante mostra que obstinação e força de vontade são fundamentais para uma pessoa conseguir seus objetivos e, também, comprova a relevância da Guara Mirim na vida de muitos jovens e a qualidade do ensino da ETC Escola Técnica “Professor José Ignácio de Azevedo Filho.
Thais Machado Rodrigues, 18 anos, é filha de Matilde Miriam Machado e Ricardo de Carvalho Rodrigues e tem o irmão Gabriel Machado Rodrigues e cursa o segundo ano do curso de Direito, na Universidade Federal de Lavras (UFLA).