Número de assinantes da Netflix começa a cair em alguns países

A primeira gigante dos streamings está sofrendo com perda de audiência em 2021. De acordo com o site Markets Insider, a última análise dos ganhos e perdas da Netflix no segundo trimestre financeiro mostra que a empresa perdeu 0,43 milhão de assinantes apenas nos Estados Unidos (EUA) e Canadá.
Embora a plataforma tenha conseguido mais assinaturas do que o planejado inicialmente para o período, o segundo trimestre financeiro do ano amargou a perda de quase meio milhão de assinantes. Em carta enviada aos investidores, a companhia considerou os prejuízos como decorrência da pandemia de Covid-19 e garantiu que o problema está sendo resolvido.
“Terminamos o trimestre com mais de 209 milhões de assinaturas pagas, um pouco acima de nossa projeção. A pandemia criou alguns problemas no crescimento do nosso quadro associativo (maior crescimento em 2020, crescimento mais lento este ano), que está avançando”.
Mesmo com o revés, a Netflix segue em alta: as estimativas originais de assinantes do serviço foram ultrapassadas no segundo trimestre, com novos 1,54 milhão de assinantes, após a estimativa de 1 milhão para o período. A Netflix prevê mais 3,5 milhões de novos assinantes para seu terceiro trimestre”.

Motivo da queda
É complicado dizer exatamente o motivo da queda e do porquê meio milhão de assinantes decidirem que era a hora de cancelar a assinatura. Muitos usuários relatam problemas em relação ao conteúdo disponibilizado atualmente – com algumas regiões oferecendo muito menos títulos interessantes do que outras. Quantidade em detrimento da qualidade do catálogo também pode ser outro fator do revés.
Ainda há o crescimento da concorrência. Mesmo com o sucesso considerável e “soberano” em meio à pandemia de Covid-19 e os lockdowns, inclusive enfrentando lentidão no serviço devido ao número de acessos simultâneo, cada vez mais novas plataformas de streaming ameaçam o domínio da gigante a cada vez que avançam no mercado, como Amazon Prime Video, HBO Max e Disney Plus.
Com tanta competitividade, a verdade é que é dizer por quanto tempo a Netflix permanecerá na liderança do mercado.

Brasil

No Brasil, assinantes do serviço também ameaçam cancelar a assinatura. Recentemente, a empresa aumentou os preços dos planos “para oferecer uma melhor experiência para os usuários”, algo que virou motivo de manifestações nas redes sociais.
De qualquer forma, a Netflix se mantém otimista para o terceiro trimestre de 2021 e espera conquistar mais 3,5 milhões de assinantes – quantidade mais modesta do que o mesmo período em anos anteriores. Caso acerte, a companhia vai chegar a 212 milhões de clientes no mundo.