Psiquiatra ituveravense se especializa em Psicogeriatria

Título oficializa o médico Dr. Eduardo Figueiredo Jorge especialista em Psicogeriatria

O psiquiatra ituveravense Dr. Eduardo Figueiredo Jorge

O psiquiatra ituveravense Dr. Eduardo Figueiredo Jorge recebeu o título de especialista em Psicogeriatria, pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) juntamente com a Associação Médica Brasileira (AMB).
Para obter o título, o médico passou por prova de qualificação dividida em três fases: testes e provas de aptidão escrita e prática. Psiquiatra no Centro Especializado em Reabilitação (CER) da APAE de Ituverava, Dr. Eduardo Figueiredo fala sobre a conquista.
“Desde a residência, a Psicogeriatria foi a subespecialidade que mais me chamou a atenção. Tornar-me especialista nessa área representa mais um passo na busca de aperfeiçoar conhecimentos, sempre na tentativa de ajudar às pessoas acometidas pelas doenças mentais”, afirma o médico.
“Além do sofrimento da própria patologia, há todo um preconceito enraizado que precisa ser combatido”, destaca.

Habilitado para uso novas técnicas
A especialização, segundo o Dr. Eduardo Figueiredo, o habilita para o tratamento mais preciso de diversas doenças mentais que acometem a população idosa. “De depressão (que inclusive é muito comum nessa fase) até quadros de demências, como a Alzheimer”, observa.
“A medicina é muito abrangente e a psiquiatria em si, tem evoluído muito nos últimos anos. Quanto mais específico e preciso for o tratamento, melhor o prognóstico”, afirma o psiquiatra.

Psicogeriatria

A psiquiatria hoje pode ser dividida em diversas subespecialidades, de acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (SBP) como psiquiatria da infância e adolescência, psicoterapia, psicogeriatria e psiquiatria forense.
“Dessa forma, a Psicogeriatria é um ramo da Psiquiatria, que como dito anteriormente, trata das patologias psiquiátricas da terceira idade. Tratamento que inclusive vai muito além de medicação, é bom que se diga”, explica.

Desafios da Psicogeriatria devido ao envelhecimento da população

“É uma área em constante crescimento, visto que o envelhecimento populacional já é uma realidade. Além disso, a Organização Mundial de Saúde faz projeções que em um futuro breve o Brasil será um dos países com maior incidência e prevalência de doença de Alzheimer no mundo”, diz. De acordo ele, se manter atualizado e alinhado às novas terapêuticas é essencial para lidar adequadamente com os quadros. “O que consequentemente significa um grande salto na qualidade de vida da população”, enfatiza.
“Agradeço a todas as felicitações, aos meus irmãos e especialmente aos meus pais por mais essa conquista”, completa o médico Dr. Eduardo Figueiredo Jorge.

O profissional

Dr. Eduardo Figueiredo Jorge (CRM – 146265) e (RQE – 60178) é formado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos, tem Residência Médica em Psiquiatria pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e possui títulos de Especialista em Psiquiatria e em Psicogeriatria.
Já foi psiquiatra do Programa de Saúde Mental da Mulher (Promulher) do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP e é docente de Psiquiatria (Emergências Psiquiátricas) do curso de Medicina da Universidade de Franca. Em Ituverava, o psiquiatra atende no Centro Especializado em Reabilitação (CER) da APAE, na Clínica SunMed, e em consultório particular, na Avenida Dr. Soares de Oliveira, 344, sala 201.
Dr. Eduardo é filho do Dr. José de Moura Jorge e da assistente social e professora Ângela Maria Figueiredo de Paula Jorge, e são seus irmãos Rafael Figueiredo Jorge e Beatriz Figueiredo Jorge, também médicos.