Reality culinário exige técnica e criatividade dos participantes

“Mestres da Sabotagem”, o novo reality show de gastronomia exibido no SBT/Alterosa, busca quebrar o padrão tradicional de programas desse tipo. Além de cozinhar, os competidores têm a oportunidade de sabotar seus adversários, expondo-os às situações divertidas e até mesmo bizarras.
Parceria da emissora de Silvio Santos com o Discovery Home & Health, a atração é a versão brasileira da competição americana “Cutthroat kitchen”, que já contabiliza 15 temporadas.
“O brasileiro lida com a sabotagem o tempo inteiro, por conta dos políticos, do transporte público e educação de péssima qualidade. A gente tem que lidar com a criatividade, isso faz parte do nosso dia a dia. É muito divertido ver as pessoas testando seus limites, enfrentando e superando desafios, a gente torce junto com os participantes. O programa une a cultura culinária com humor”, conta Sérgio Marone, apresentador do “Mestres da sabotagem”.

Leilões
A cada episódio, quatro chefs começam com R$ 25 mil, cada. Antes e durante a preparação dos pratos, ocorrem leilões nos quais os participantes podem comprar produtos e ingredientes inusitados, com o intuito de dificultar a vida dos oponentes.

Três etapas
A competição é dividida em três etapas, cada uma eliminando um participante, até que sobrem apenas dois na final. O vencedor da etapa leva para casa o restante da quantia de R$ 25 mil que não foi gasta nos leilões. A administração do montante inicial é importante não apenas para voltar para casa com dinheiro no bolso, mas para não ficar totalmente sem grana nas etapas finais e ser sabotado.

Troca de emissora
O ator Sérgio Marone, que fez sucesso como Ramsés II em “Os dez mandamentos” (Record), trocou de emissora para comandar o programa.
Ele conta como foi estrear como apresentador, após anos trabalhando em filmes e novelas:
“É a realização de um sonho. Há muito tempo tenho vontade de emplacar como apresentador e estou podendo fazer isso aqui no SBT, uma casa incrível de se trabalhar. A experiência tem sido incrível e acredito que a tendência agora para o programa é só crescer, tanto em termos de audiência quanto em dinamismo. Tem sido fantástico”, diz.

Etapas
Para avançar as etapas e vencer o programa, os competidores devem impressionar o chef Giuseppe Gerundino.
O cozinheiro chegou ao Brasil há quase 18 anos, vindo do Sul da Itália. Por aqui, criou sua própria escola de gastronomia, a Academia Gastronômica, e trabalhou em programas da Globosat e do Discovery.
Agora, na emissora de Sílvio Santos, é responsável por avaliar os pratos do “Mestres da sabotagem” em três quesitos: aparência, gosto e coerência com o que é pedido nas provas.

Desafio

O chef ressalta que não faz ideia das sabotagens às quais são submetidos os participantes. “No final das contas, sou o maior sabotado de todos. Não sei de nada do que acontece. Mas é um desafio contínuo analisar os pratos e imaginar pelo que passaram os competidores. Está sendo muito legal. É muito bom trabalhar com o Sergio, que é um cara nota mil, e toda equipe que tem uma energia muito boa”, afirma o Giuseppe.
O programa vai ao ar aos sábados, a partir das 22h30, no SBT/Alterosa. No Discovery Home & Health, a atração é exibida às sextas-feiras, às 19h40.